A essência perdida do Samhain nas celebrações do Halloween

Autor: Edna Marta Oliveira da Silva*

Você sabe qual a origem da festa de Halloween, celebrada no dia 31 de outubro?

Apesar de ser forte a tradição nos Estados Unidos, ela não tem suas raízes naquele país, pois foi introduzida pelos imigrantes irlandeses durante o século 19. Acredita-se que suas origens remontem a uma antiga celebração celta chamada Samhain, realizada em uma era pré-cristã, há mais ou menos 2.500 anos.

O Samhain (pronuncia-se ‘souen’ e significa ‘o fim do verão’) era um festival durante o qual o povo celta celebrava o fim do período de verão e se preparava para o início do inverno no hemisfério norte — ou seja, um período difícil para a obtenção de alimentos.

A observação da morte e renascimento da natureza fazia com que os celtas refletissem também sobre a própria mortalidade do ser humano. Assim, paralelamente à observação dos ciclos climáticos, o Samhain tornou-se um período muito espiritual para esse povo.

Eles entendiam que, assim como a natureza ‘morria’ para o inverno, o homem também poderia ‘matar’ velhos comportamentos para que novos surgissem e, dessa maneira, contribuir para evolução da própria alma. Não é à toa que esse período de transição entre estações ganhou uma conotação mágica e espiritual, a ponto de os celtas acreditarem que o Samhain também seria a fase mais propícia para o contato com o mundo dos mortos.

Para os celtas, os vivos poderiam convidar seus entes queridos, já falecidos, durante o Samhain para se reunirem em torno de um belo banquete. À mesa, inclusive, eram disponibilizados assentos vazios para esses ‘convidados’, ao mesmo tempo em que eram realizados certos rituais para pacificar os espíritos e facilitar a comunicação com o outro mundo. Essa era, basicamente, a tradição da antiga religião do povo celta.

Hoje, pouco temos da essência original do Samhain quando celebramos o Halloween, não é mesmo? Porém, podemos aproveitar para nos reunirmos com amigos e celebrar a vida. Portanto, feliz Dia das Bruxas para você!

* Edna Marta Oliveira da Silva é mestre em Letras e professora da Uninter.

Embed HTML not available.
Autor: Edna Marta Oliveira da Silva*
Créditos do Fotógrafo: Pixabay


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *