Seremos substituídos por robôs? A pergunta que movimentou Montenegro

Autor: Ariadne Körber - Estagiária de Jornalismo

Desde o início do século 21, as formas como nós estudamos, fazemos negócios e gerenciamos nosso tempo mudaram drasticamente, pois as inovações tecnológicas facilitaram em muito o acesso à informação, otimizando serviços e nos ocupando com outras coisas.

Com as inovações e novos processos automatizados, algumas classes trabalhadoras se preocupam com a possibilidade de serem substituídas por robôs. Pensando nisso, a coordenação do polo da Uninter em Montenegro (RS) escolheu esse assunto para o 6º Encontro de Integração dos Cursos Superiores Uninter.

O evento aconteceu em 19.out.2019, no Hotel Candeeiro da Serra, em Salvador do Sul (RS), cidade vizinha de Montenegro. Aberto a convidados externos, o encontro contou com transporte saindo do polo até o hotel, duas palestras, almoço e café da tarde. Ao final, os interessados puderam participar de um jantar festivo. Compareceram, no total, 55 alunos da instituição.

Os palestrantes Luis Fernando Rorig e Fabiano Britto abordaram os temas “Seremos substituídos por robôs?” e “O grande desafio: como se adaptar e crescer na economia digital”. Além de debater assuntos tão atuais quanto os abordados nas palestras, a direção do polo promove esse encontro para aproximar e conectar os alunos dos diversos cursos. “Nós queremos nos fazer presentes na vida dos alunos, por isso chamamos ex-alunos que estão formados. Na verdade, é um encontro”, explica Laíssa Santos, secretária do polo.

Para a aluna Giovane de Avilla, do curso de Pós Graduação em Orientação, Supervisão e Gestão Escolar, foi a primeira oportunidade de participar do encontro. Apesar da distância, o evento agradou. “O tema era extremamente relevante. Inovação e tecnologia é o futuro e precisamos estar atualizados. O evento permitiu que os participantes interagissem entre eles e trocassem ideias e informações profissionais”, comenta Giovane.

A aluna já se diz curiosa sobre a próxima edição do encontro, que para ela traz maior credibilidade para a instituição, além de valorizar o estudante e trazer mais conhecimento aos alunos.

Embed HTML not available.
Autor: Ariadne Körber - Estagiária de Jornalismo
Edição: Mauri König
Revisão Textual: Jeferson Ferro
Créditos do Fotógrafo: Arquivo PAP Montenegro


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *