PEDAGOGIA

Polo de Santa Maria mostra a força da educação inclusiva

Você já se sentiu excluído por algum motivo? Já parou para pensar em como seria difícil viver em um mundo onde você não pode ir a determinados lugares, ou onde nada está ao alcance das suas mãos? Por mais difícil que seja imaginar essas situações, elas fazem parte do dia a dia de cerca de 1,5 bilhão de pessoas no mundo.

O último Censo Demográfico do IBGE aponta que existem mais de 45 milhões de brasileiros com algum tipo de deficiência. E para estimular a inclusão dessas pessoas na sociedade e despertar o interesse dos alunos e da comunidade, o polo Uninter de Santa Maria (DF) realizou no dia 13 de dezembro o evento “Exposição Pedagógica – Educação Inclusiva”.

Os alunos de licenciatura expuseram seus trabalhos. “A ideia era que eles teriam que elaborar uma maquete ou planta baixa para um aluno com dificuldade de locomoção (cadeira de rodas ou muletas) e de coordenação motora. Eles tiveram que apresentar a proposta de uma sala de aula para esse educando”, explica a tutora Aline Candida.

Ao todo, 78 pessoas visitaram a exposição, entre amigos, familiares e alunos dos cursos de licenciatura em História, Matemática, Filosofia, Letras, Pedagogia e Geografia, e também de Bacharelado em Sociologia e Psicopedagogia. Além disso, o evento também foi prestigiado em uma live transmitida pelo Facebook.

“O evento foi importante porque os alunos, que são os protagonistas da exposição, se sentiram muito prestigiados na apresentação de seus trabalhos. Eles produziram materiais riquíssimos e mostraram sua criatividade”, diz Aline. Ela ainda elogiou os alunos pelo comprometimento, “é a teoria aliada à prática”, enfatiza.

Aluna de Licenciatura em Pedagogia, Meduza Pereira de Jesus participou da exposição com a maquete de uma sala adaptada para um aluno com baixa mobilidade. “Foi uma experiência maravilhosa, foi rica. A exposição teve outras maquetes com materiais recicláveis. Foi muito bom mesmo, um trabalho que eu espero repetir, porque aprendemos sobre algo que podemos usar futuramente em sala de aula”, elogiou.

O momento também foi uma oportunidade para quem não conhecia a Uninter. Os visitantes que compareceram à exposição puderam avaliar os trabalhos e conversar com a equipe do polo. Eles receberam certificados e uma lembrancinha especial. Além disso, os alunos dos três trabalhos mais votados receberam kits da Uninter.

Embed HTML not available.
Autor: Jaqueline Deina - Estagiária de Jornalismo
Edição: Mauri König / Revisão Textual: Jeferson Ferro
Créditos do Fotógrafo: Arquivo PAP Santa Maria-DF

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *