Inovação não é só tecnologia, é também diversidade e inclusão

Autor: Igor Ceccatto - Estagiário de Jornalismo

Quando se fala de inovação, logo se pensa em tecnologia. Mas inovação não é só isso. Dentro desse conceito entram a diversidade e a inclusão da pessoa com deficiência. Para desmistificar o assunto e permitir que as pessoas ampliem a sua compreensão do que seja inovação, o curso de pós-graduação em Gestão de Negócios Inovadores da Uninter realizou uma live esclarecedora, mediada por uma intérprete de Libras.

“O tema foi escolhido para mostrar um outro enfoque da inovação, que pode vir da diversidade e inclusão, já que uma empresa que possui pessoas diversas tem maiores chances de novas ideias e maior flexibilidade para acompanhar momentos de inovação”, comenta a coordenadora dos cursos de pós-graduação lato sensu da Uninter, Caroline Brasil.

A convidada foi Beatriz Santa Rita, bacharel em turismo e mestre em práticas em desenvolvimento sustentável pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), especialista nas áreas de responsabilidade social e inovação em gestão de pessoas. O debate foi mediado por Caroline e contou ainda com o professor José Caparros, responsável por acompanhar os comentários feitos pelo chat.

Para uma maior acessibilidade a todos, a palestra online contou com uma intérprete de Libras disponibilizada pelo Serviço de Inclusão e Atendimento a Alunos com Necessidades Educacionais Especiais (Sianee) da Uninter. Márcia Eliza mediou toda a conversa com a linguagem de sinais. O tema discutido foi “Diversidade e Inclusão como Driver de Inovação nos Negócios”.

A coordenadora também comenta que esse evento já estava agendado antes da pandemia, e precisou ser adaptado para o formato online. “Quando a pandemia iniciou e o isolamento social foi indicado, eu já estava com essa palestra programada. Com o apoio da equipe de transmissão da Uninter, conseguimos realizar a conversa estando em nossas respectivas casas. E foi um sucesso, da mesma maneira que as palestras realizadas nos estúdios, pois procuramos nos adequar ao momento para continuar normalmente as atividades”.

Para concluir, Beatriz deixa uma mensagem sobre a inclusão e a inserção das pessoas com deficiência na sociedade, que está melhorando cada vez mais: “É um desafio constante, mas com o passar do tempo o preconceito tem diminuído e as barreiras estão sendo reduzidas. É um trabalho constante, mas frutífero”.

Embed HTML not available.
Autor: Igor Ceccatto - Estagiário de Jornalismo
Edição: Mauri König
Revisão Textual: Jeferson Ferro
Créditos do Fotógrafo: Reprodução


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *