CONHECIMENTO

Entre a popularização e a banalização, qual o papel da filosofia?

Autor: Renan Vasconcelos - Estagiário de Jornalismo

No dia 17 de agosto, no Campus Divina, ocorreu o Encontro Nacional de Filosofia da Uninter. O evento foi transmitido ao vivo pelo AVA Univirtus e no canal do youtube da Escola Superior de Educação (ESE) para cerca de 2 mil espectadores, além das 100 pessoas que acompanharam presencialmente.

Participaram alunos dos cursos de Filosofia, Teologias Católica e Interconfessional, Sociologia, Ciências da Religião, Marketing e Pedagogia. O tema escolhido foi “Entre a popularização e a banalização, qual o papel da filosofia? ”.

O evento contou com apresentações de trabalhos, 46 no total, de pesquisadores de diversas regiões do Brasil. Seu principal objetivo foi manter o compromisso da Uninter com a produção acadêmica e incentivar a pesquisa e publicação por parte dos alunos de cursos de bacharelado e licenciatura, assim fazendo com que se tenha uma integração da comunidade acadêmica por meio do debate científico.

Na palestra de abertura, falaram os professores Adriano Correia e Jorge Luiz Viesenteiner, respectivamente presidente e diretor editorial da Associação Nacional de Pós-Graduação em Filosofia (ANPOF). Para recebê-los, foram convidadas algumas autoridades da Uninter: o vice-reitor, Jorge Luiz Bernardi, o pró-reitor de graduação, Nelson Pereira Castanheira, a diretora da ESE, Dinamara Pereira Machado, os professores Cícero Emanuel Bezerra, Alvino Moser e Luís Fernando Lopes. O evento também contou com a participação do coordenador do núcleo de estudos e pesquisas de filosofia da Universidade Federal do Paraná, Geraldo Balduíno Horn.

“O evento revela o compromisso institucional com a pesquisa acadêmica plural no âmbito da filosofia, promovendo aproximação institucional com outras entidades, tais quais a ANPOF, uma das maiores entidades representativas das pesquisas filosóficas no mundo”, destaca o professor Douglas Lopes. “No entanto, seu maior papel é o de promover um ambiente de debate e pesquisa institucional, garantindo aos seus estudantes a possibilidade de produzir filosofia profissional e integrar-se à comunidade acadêmica nacional”, conclui.

Embed HTML not available.
Autor: Renan Vasconcelos - Estagiário de Jornalismo
Edição: Mauri König
Revisão Textual: Jeferson Ferro
Créditos do Fotógrafo: Maicon Sutil - Estagiário de Jornalismo


1 thought on “Entre a popularização e a banalização, qual o papel da filosofia?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *