Desafios para um envelhecimento saudável na era digital

Autor: Beatriz Vasconcelos - Estagiária de Jornalismo

Como conciliar o lazer e o envelhecimento na era digital, uma vez que as grandes transformações provocadas pelas mídias digitais trazem impactos também para a população idosa? Este foi o tema central da 30ª edição do Encontro Nacional de Recreação e Lazer (ENAREL), realizado em Curitiba entre os dias 14 e 16 de novembro de 2019, no campus da Pontifícia Universidade Católica (PUC-PR).

O evento foi organizado pelos cursos de graduação em Educação Física da Uninter e da PUC-PR. O encontro também contou com a participação de diversas instituições que atuam no âmbito da saúde pública em todo o Brasil. A primeira edição ocorreu em Brasília, em 1989, e partiu da ideia de um grupo de professores de Educação Física com o intuito de pesquisar o impacto do lazer frente às mudanças sociais. O encontro é anual, sediado em diferentes regiões do Brasil a cada vez.

O coordenador do curso de Educação Física da Uninter, Marcos Ruiz, também integrante da comissão organizadora do encontro, diz que a escolha da temática de 2019 foi definida considerando os assuntos relevantes da atualidade. A temática do 30º ENAREL envolveu as práticas de lazer e envelhecimento da população na era digital.

Durantes os três dias do evento ocorreram várias apresentações e oficinas com subtemas relacionados à temática principal. O coordenador do curso de Jornalismo da Uninter, Guilherme Carvalho, foi um dos convidados e ficou responsável por uma das mesas de discussão.

Em sua palestra, intitulada “Lazer e mídia: perspectivas e desafios”, Guilherme debateu os hábitos e os costumes geracionais relacionados às mídias digitais, especialmente no caso das fake news. De acordo com ele, o evento foi interessante por ter possibilitado a abordagem de temas ligados a outras áreas do conhecimento, como por exemplo o jornalismo.

Além de discutir temas importantes para a sociedade e integrar saberes, o ENAREL 2019 trouxe reflexões principalmente para os educadores físicos. Marcos Ruiz observou que a educação física tem como um dos seus princípios estudar e compreender as relações existentes com o corpo em movimento. Dessa forma, o evento buscou debater práticas voltadas para o envelhecimento da sociedade visando a promoção da saúde, do bem-estar e do lazer em harmonia com o desenvolvimento tecnológico.

Eventos como o ENAREL são essenciais para a população e também para as instituições de ensino. De acordo com Ruiz, quando a instituição se vincula a congressos como esse consegue se posicionar de uma maneira mais eficaz na área acadêmica e também possibilita a participação de alunos no desenvolvimento de pesquisas e discussões temáticas diversificadas.

 

Embed HTML not available.
Autor: Beatriz Vasconcelos - Estagiária de Jornalismo
Edição: Mauri König
Revisão Textual: Jeferson Ferro
Créditos do Fotógrafo: Pixabay


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *