MINDSET FINANCEIRO

Como mudar a mente e fazer o dinheiro render

Todo começo de mês nós aguardamos ansiosamente pela entrada do salário na conta. Porém, a felicidade dura pouco, pois logo vêm as contas e os boletos a pagar, e a pergunta que fica é: será que vai sobrar algum dinheiro para o resto do mês?  Esse é um dos grandes desafios que muitos brasileiros ainda precisam aprender a enfrentar. Segundo levantamento do Serasa, de junho de 2018, cerca de 62 milhões de pessoas estão em situação de inadimplência no país.

Desde atitudes simples como colocar os gastos do mês em planilhas até investir a longo prazo no mercado de ações, o planejamento financeiro ainda é tabu para a maioria dos brasileiros. Técnicas como o mindset (palavra que vem do inglês e significa “mentalidade”) financeiro, ou seja, “a maneira de se pensar financeiramente”, vêm sendo aplicadas por profissionais da área no auxílio a pessoas que procuram ter uma disciplina financeira duradoura.

No dia 6 de maio, o coach financeiro Nelson Araújo ministrou a palestra “Transformando o Mindset Financeiro”, realizada no polo da Uninter de Juiz de Fora (MG). A palestra, que foi aberta ao público externo, teve como principal foco apresentar ferramentas que auxiliem no processo de mudança da mentalidade financeira.

O primeiro passo é criar uma mentalidade de sucesso. Muitas vezes, a criação de crenças limitantes – por exemplo: “Eu nunca vou ficar rico porque não nasci em berço de ouro”- impedem as pessoas de prosperar nas finanças e de se propor a criar uma renda extra e passiva. A renda passiva é o dinheiro que você ganha sem gastar um tempo significativo, ou seja, é a produção de renda sem o seu tempo, como por exemplo, os lucros gerados por aplicação na bolsa de valores.

O segundo passo é desenvolver a inteligência financeira, proveniente do conhecimento de ferramentas e técnicas do mercado financeiro. Ou seja, seria como a alfabetização para entender como funcionam as estratégias de investimentos em aplicações rentáveis, algo que muitas pessoas consideram que acontece naturalmente, sem dedicação e esforço.

Em seguida é hora de realizar o planejamento financeiro e colocar esses conceitos em prática. Gerenciar o controle de gastos, sanar as dívidas, economizar parte do salário e investir em recursos para aplicações rentáveis são etapas que definem o rumo de onde você quer chegar financeiramente.

A gestora do polo e responsável pelo evento, Maria Dornellas, comentou sobre a importância da palestra para auxiliar a pessoas que buscam a tão sonhada estabilidade financeira. “Saber lidar com as finanças traz mais segurança e liberdade para a vida. É importante destacar que a relação com o dinheiro é emocional, ou seja, muitas vezes as finanças bagunçadas refletem outros problemas por que o indivíduo está passando e a sua maneira de enxergar o mundo”, conclui Maria.

Embed HTML not available.
Autor: Diego Augusto - Estagiário de Jornalismo
Edição: Mauri König / Revisão Textual: Jeferson Ferro
Créditos do Fotógrafo: Arquivo PAP Juiz de Fora

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *