Alunos de engenharia têm aula de solda para unir a teoria à prática

Autor: Bárbara Possiede e Igor Ceccatto - Estagiários de Jornalismo

Assim como em outras etapas do processo educacional, o ensino superior necessita da prática aliada à teoria. Além de ser uma das exigências das Diretrizes Curriculares Nacionais (DCNs) dos cursos de Engenharia, as atividades práticas também servem como um diferencial na formação do profissional que poderá aliar seus conhecimentos teóricos com a experiência buscada pelo mercado.

Pensando nisso, nos dias 21 de outubro e 4 de novembro, os alunos do curso de Engenharia da Produção da Uninter receberam aulas práticas de soldagem nas instalações da Faculdade de Tecnologia Ensitec.

A atividade teve como objetivo permitir que os alunos vivenciassem os processos estudados em sala. Ao todo foram 8 horas disponíveis para que os estudantes pudessem conhecer os equipamentos e realizar todo o processo de soldagem.

Estas técnicas são amplamente utilizadas na indústria em geral para fabricação ou recuperação de peças, equipamentos e estruturas metálicas. O processo consiste basicamente na união de materiais, através de uma fusão quase imediata quando expostos a uma fonte de calor.

Para o professor de Engenharia da Produção Marcos Wurzer, essas aulas cumpriram seu objetivo e aproximaram os discentes da atividade profissional. Para ele este tipo de atividade acaba tirando o aluno do “comodismo” da sala de aula. “São formas do estudante vivenciar o que pode encontrar no mercado de trabalho”, conclui.

Embed HTML not available.
Autor: Bárbara Possiede e Igor Ceccatto - Estagiários de Jornalismo
Edição: Mauri König
Créditos do Fotógrafo: Pixabay


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *