Uninter Rio Negro firma convênio para disseminar cidadania fiscal em Mafra

Autor: Igor Ceccatto - Estagiário de Jornalismo

O exercício da cidadania se dá por diversos caminhos. Um dos mais importantes é a fiscalização do Estado por parte dos cidadãos. Em todo o Brasil, cada vez mais instituições da sociedade civil se organizam para monitorar a aplicação dos recursos públicos, provenientes da arrecadação de tributos pagos pelos contribuintes.

Uma dessas instituições é a organização apartidária chamada Observatório Social do Brasil (OSDB), formada por representantes de entidades dos municípios, com o apoio de voluntários.

No último dia 22 de agosto, o polo Uninter Rio Negro (PR) fechou um convênio interinstitucional com o OSDB. A gestora do polo de educação a distância, Gicele Wormsbecher, conta que a ideia surgiu de um projeto do Observatório Social chamado “Observatório Social – unindo a comunidade em prol de Mafra/SC”. A catarinense Mafra e a paranaense Rio Negro são unidas por uma ponte.

O projeto busca firmar parcerias entre as instituições da região de Mafra para “dar a oportunidade para que mais pessoas conheçam detalhadamente alguns processos que são utilizados na gestão pública e que são objeto de acompanhamento dos observatórios”, explica o diretor institucional e de alianças do OSB Mafra, Marcelo Sallai. Como exemplo, ele cita as licitações públicas, e ainda para que os estudantes possam aplicar seu conhecimento teórico, aprimorando assim seu aprendizado.

Entre as cláusulas do contrato com a Uninter, também consta “despertar nos acadêmicos, nos colaboradores e parceiros, a disseminação da cidadania fiscal”. A atividade de fiscalização, como salienta Sallai, preza principalmente pela “qualidade na aplicação dos recursos públicos”.

O sistema dos observatórios sociais vem se espalhando por todo o Brasil nos últimos anos. De acordo com Sallai, o número de observatórios em atividade no país já ultrapassa 140. Quanto aos voluntários, pode-se dizer que ajuda não falta. “São mais de 3,5 mil voluntários Brasil afora”, comenta.

Sobre a parceria com a Uninter, Sallai destaca que isso permite levar o conceito de cidadão responsável e atuante em sua comunidade mais perto da realidade acadêmica”.

 

Embed HTML not available.
Autor: Igor Ceccatto - Estagiário de Jornalismo
Edição: Mauri König
Revisão Textual: Jeferson Ferro
Créditos do Fotógrafo: Polícia Militar de Mafra


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *