Uma noite estrelada em Santa Cruz do Sul: mais 61 profissionais formados

Autor: Tássia Carvalho e Etiene Faccin - Estudantes de Jornalismo

O polo de apoio presencial da educação a distância da Uninter em Santa Cruz do Sul (RS) realizou duas solenidades de formatura no dia 9 de novembro de 2019. No total, 61 alunos de 18 cursos da educação a distância colaram grau. Num primeiro momento, com início às 17 horas, ocorreu a solenidade da turma dos cursos Bacharéis e Tecnólogos. Na segunda etapa, às 20 horas, foi a vez dos cursos de Licenciatura.

Entre os grandes momentos da noite, destaca-se a divulgação dos alunos que obtiveram a maior média em cada turma. Dirlei Evandro Voese, que colou grau no curso de Gestão Ambiental, foi o aluno que atingiu a maior média entre os alunos da primeira turma, com a nota 91,3. Já na segunda turma, Giane Freitas da Silva, licenciada em Geografia, foi a aluna que conquistou o mérito do grupo, com a média 94,8. Ambos ganharam uma bolsa de pós-graduação na Uninter.

A iniciativa de premiar os melhores alunos tem a intenção de exaltar a importância da organização e o empenho nos estudos, pois fazer um curso superior é um exercício de disciplina e muita leitura e pesquisa, ressalta a coordenadora acadêmica Mônica Eliza Malacarne.

Estudantes do curso de Jornalismo entrevistaram os formandos, que contaram como foi a experiência e quais foram as estratégias que utilizaram para realizar os estudos a distância. Dirlei diz que optou por esta modalidade de ensino pela facilidade de conciliar os estudos com o trabalho. Na hora de estudar, ele assistia às aulas em casa, geralmente aos fins de semana. “Mas o que teve maior impacto no meu desempenho foi a preparação para as provas”, afirmou.

Graduado em Gestão Ambiental, Dirlei pretende continuar trabalhando e, também, se aperfeiçoando, almejando seu crescimento profissional. Para ele, ter sido premiado como aluno com a maior média foi gratificante. “Ver que o esforço e empenho dedicados se transformaram em um resultado do qual você pode se orgulhar, isso mostra que valeu a pena tudo o que foi feito”, enfatizou.

Para Giane, a preferência pela educação a distância teve carácter “geográfico, financeiro e de tempo”. Residente a mais de 100 quilômetros de uma universidade, trabalhando como secretária de escola no turno da noite, ela percebeu que “o custo da graduação presencial, mais as despesas com transporte diário, alimentação e material ultrapassariam o orçamento mensal”.

Como dica para quem está começando uma graduação, os alunos premiados destacaram a importância de acompanhar as aulas, seja no polo ou em casa, pelo Ambiente Virtual de Aprendizagem (AVA). “Entendam o conteúdo, pesquisem, tirem suas dúvidas, pois para conseguir um bom desempenho nas provas é necessário entender sobre o assunto”, explicou Dirlei. E, quando chegar o momento do TCC, Giane salienta: “utilizem a orientação individual, com o acompanhamento do orientador educacional que está no polo presencial não haverá reprovação”.

Emocionada, Giane comenta que receber a distinção de melhor média elevou sua felicidade ao grau máximo: “Realizei um sonho com louvor”. E ela já faz planos para o futuro: “Realizar concurso público na cidade onde resido e exercer o cargo de professora de Geografia do Ensino Fundamental”.

Vale mencionar o esforço de todos os formandos da noite. Cada aluno, dentro das suas possibilidades, conduziu seus estudos da melhor forma possível em busca da conclusão do curso, e todos merecem o reconhecimento por isso.

* Esta matéria foi produzida dentro do Programa Voluntários Uninter Notícias, desenvolvido por este site junto com a coordenação do curso de Jornalismo da Uninter.

Embed HTML not available.
Autor: Tássia Carvalho e Etiene Faccin - Estudantes de Jornalismo
Edição: Mauri König
Revisão Textual: Jeferson Ferro
Créditos do Fotógrafo: Studio Junio Nunes


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *