Um dia para maratonar o meio ambiente

Autor: Vitor Diniz - Estagiário de Jornalismo

Doze horas seguidas de palestras sobre meio ambiente, saúde e humanidade. Este foi o desafio da Maratona de Sustentabilidade Uninter realizada pela Escola de Saúde, Meio Ambiente, Biociência e Humanidades com apoio das demais escolas superiores da instituição, das 9h às 22h desta quarta-feira, 5.mai.2020, Dia Mundial do Meio Ambiente.

Participaram da abertura o diretor da escola, Rodrigo Berté, a diretora da Escola Superior de Educação, Dinamara Pereira Machado, o reitor Benhur Gaio, o vice-reitor Jorge Bernardi e o coordenador do curso de Gestão Ambiental, professor Rodrigo Silva. A maratona teve importantes palestras com professores da Uninter, a maioria mestres e doutores. A palestra de abertura teve a participação de Juan Manuel Díaz, ex-ministro da ecologia da Argentina.

Devido o isolamento social, o evento foi realizado através de uma live no Facebook, na página Maratona de Sustentabilidade Uninter. Benhur Gaio lembrou que devido a distância imposta pela quarentena, não foi possível dar um abraço físico de acolhimento aos participantes da maratona, mas mandou um abraço virtual. “Sintam-se todos abraçados nessa convivência em comum, que é a educação, pensando sempre no crescimento do nosso país e na sua sustentabilidade do planeta”, disse.

Benhur falou que na volta à rotina de trabalho após a pandemia, na área acadêmica da Uninter será baixada uma determinação para reduzir as impressões a zero. “Nós já estamos aprendendo, e vamos atuar profissionalmente sem utilizar papel impresso. Nossas impressoras vão criar teias de aranha. Esse é o meu desafio a toda a comunidade acadêmica da Uninter”, disse.

Na Reitoria, será feito um monitoramento das impressões e será utilizado o slogan “papel zero”, proposto pelo reitor. A partir do retorno dos profissionais aos prédios da Uninter, essa vai ser uma contribuição importante para a sustentabilidade.

Dinamara ressaltou que é preciso ir além da teoria, mudando nossas práticas diárias. “Podemos começar em casa, desde aquele banho muito longo e que precisa ficar mais curto. São pequenos hábitos de sustentabilidade em respeito ao meio ambiente, mas principalmente em respeito às vidas que ainda vão nascer”, comenta.

O vice-reitor, Jorge Bernardi, relembrou que cerca de 90% dos funcionários da Uninter estão trabalhando no regime de home office, e ainda compartilhou como está sendo sua experiência nesse período de quarentena.

“Para mim especialmente, que sempre estive nas ruas da cidade em contato com a população, são quase 60 dias em que estou dentro de casa. Isso me faz refletir sobre uma série de situações, a primeira é que começo a olhar para a minha casa e vejo quanta coisa tenho em excesso. Talvez muitas coisas que compro não sejam necessárias, então consumir menos pode ser uma das formas de preservar o planeta”, explica.

Bernardi falou ainda que devemos cuidar da “moradia comum”, que é a Terra. “Devemos olhar para o planeta, que é a nossa casa, onde mais de 7 bilhões de pessoas estão vivendo nesse momento, e devemos preservar o planeta, preservar a vida que aqui está, não só para a nossa geração e para a geração de nossos filhos e netos. Preservar a terra é uma necessidade, é uma urgência”, concluiu.

Berté e Dinamara fizeram uma introdução sobre os palestrantes, as palestras e os temas a serem abordados. O professor Rodrigo Silva falou sobre a participação de alunos dos mais diversos cursos da instituição e sobre as mudanças que o coronavírus trouxe para a humanidade.

“O covid-19 trouxe uma nova visão de mundo para todos nós, é o grande divisor de águas do século XX para o século XXI. Precisamos repensar a nossa vida, a nossa forma de viver”, comentou.

Você pode assistir as lives do evento a qualquer tempo. Para isso, acesse a página Maratona de Sustentabilidade Uninter no Facebook.

Embed HTML not available.
Autor: Vitor Diniz - Estagiário de Jornalismo
Edição: Mauri König
Créditos do Fotógrafo: Irina Iriser/Pexels


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *