Rede social, um ponto de encontro e de aprendizado

Autor: Evandro Tosin - Estagiário de Jornalismo

O celular virou uma extensão do corpo humano de tal forma que desbloquear a tela do smartphone já virou um reflexo automático. Se passamos tanto tempo nas redes sociais, será que dá para aprender com elas?  Pensando nisso, Maria Carolina Avis, professora de Marketing Digital, ofertou a oficina “O uso de mídias e redes sociais para potencializar o aprendizado” durante a Semana Acadêmica dos Docentes da Uninter, realizada de 27 a 31 de janeiro.

O objetivo era pensar em maneiras de ampliar o contato entre professor e aluno por meio das redes sociais. A oficina ocorreu no dia 31.jan.2020, no auditório do Campus Garcez, em Curitiba (PR), e contou com participação de aproximadamente 60 professores.

De acordo com o levantamento da We Are Social, 60% da população do mundo são usuários de mídias sociais: são 3,8 bilhões de pessoas com identidades online. O Brasil é o segundo país com maior volume de tempo gasto em redes sociais, com 225 minutos diários, somente atrás das Filipinas. A pesquisa foi realizada pela empresa GlobalWebIndex. São 130 milhões de brasileiros ativos nas redes sociais, o que representa 62% da população do país.

“É importante ter rede social para manter contato com aluno ou aquele que ainda é candidato. Podemos usar as mídias sociais porque se trata de um canal gratuito e de uso simplificado para ter relacionamento com os alunos”, relata a palestrante. Ela também recomenda compartilhar conteúdos curtos para gerar aprendizado ou informações que podem ser relevantes ao aluno.

A profissão de professor mudou com as novas tecnologias. “O nosso público está nas redes sociais, às vezes a gente pensa que é só empresa que precisa traçar um posicionamento ou gestão de marca, mas tem algo que ninguém vai fazer por você, que é a gestão de sua própria marca como professor”, explica a docente. Maria Carolina é autora do livro SEO de verdade: se não está no Google, não existe, publicado pela Editora Intersaberes.

Professor da Escola de Gestão, Comunicação e Negócios da Uninter, Achiles Batista Junior explicou a importância do seminário para a comunidade acadêmica. “Foi bem interessante, despertou a atenção de nós professores sobre os cuidados e a postura nas redes sociais. Não é só o nosso sobrenome que representamos, mas também uma marca”, conclui Achiles.

Embed HTML not available.
Autor: Evandro Tosin - Estagiário de Jornalismo
Edição: Mauri König
Revisão Textual: Jeferson Ferro
Créditos do Fotógrafo: Evandro Tosin - Estagiário de Jornalismo


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *