Penso, logo sou saudável, certo?


René Descartes (1596-1650), filósofo francês do século XVII, ficou famoso como “pai” do racionalismo, baseando sua filosofia na busca pelo conhecimento por meio do raciocínio e não pelos sentidos. Descartes escreveu “O Discurso do Método”, em que introduziu a clássica formulação “Penso, logo existo”. O método cartesiano de raciocínio se tornaria extremamente influente na ciência.

Vinícius de Castro Rodrigues, aluno de Filosofia a distância da Uninter, vinculado ao polo Bom Clima, em Guarulhos (SP), percebeu como o pensamento cartesiano influencia as práticas na área da saúde, já que ele também é estudante de Farmácia. Seu olhar filosófico sobre esta área resultou na produção do artigo intitulado “A Influência Cartesiana no Sistema de Saúde”, apresentado durante o ENFOC 2018, no grupo de trabalhos Atenção à Saúde e o Cuidado Multiprofissional.

O trabalho de Vinícius foi premiado com uma menção honrosa. E não foi para menos: no artigo, o aluno discute sobre a hierarquização na área de saúde, os problemas de se ver o paciente apenas no aspecto da doença e não como um todo, e ainda problematiza a falta de diálogo entre médicos, enfermeiros e outros profissionais da área, aspectos vistos por ele como resultado da influência do raciocínio cartesiano.

“A pretensão foi fazer uso da filosofia para esclarecer outro tema, pois acredito que ela rege os outros campos dos saberes e pode ser explorada de modo a contribuir para um ponto de vista muitas vezes não analisado ou até negligenciado”, comentou o aluno.

O estudante de Filosofia e Farmácia é fã de Curitiba, por isso viajar os mais de 400 km que separam a capital paranaense de sua cidade não foi um problema. “Apresentar no ENFOC com toda certeza foi uma experiência para guardar na memória. O GT [grupo de trabalho] de saúde abrangeu trabalhos incríveis, fiquei extremamente grato ao receber a menção honrosa no encerramento”, disse Vinicius. Ele lembrou ainda da importância que a participação em eventos como esse tem no currículo profissional, num mercado competitivo como é o de hoje.

Edição: Mauri König / Revisão Textual: Jeferson Ferro

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *