Paulo Freire precisa estar presente no dia a dia da educação a distância

Autor: Juliane Lima - estagiária de jornalismo

A Uninter levou um grupo de mais de 40 pesquisadores para apresentar trabalhos no 25º Congresso Internacional ABED de Educação a Distância, promovido pela Associação Brasileira de Educação a Distância, em Poços de Caldas (MG). Realizado entre os dias 20 e 24.out.2019, o tema do evento foi “Abordagens híbridas no ensino-aprendizagem na EAD”.

Uma das pesquisas apresentadas foi “A aplicabilidade do referencial de Paulo Freire no ensino a distância”, de Ednilson Cunico, que é professor e trabalha no setor administrativo da Escola Superior de Educação da Uninter, avaliando pedidos de dispensas de disciplinas e fazendo a correção de atividades complementares.

Mestre em Educação pela PUC-SP, Ednilson chegou na Uninter há pouco mais de 1 ano, e começou a conhecer mais de perto a educação a distância. Inclusive, iniciou uma segunda licenciatura em EAD pela instituição, no curso de Geografia, no qual já está em fase de produção do trabalho final. O professor também finalizou uma pós-graduação na Uninter, em Formação de Professores.

“Eu não tinha nenhuma experiência na EAD, e quando a gente começa, é animador. É melhor para se organizar, a gente aprende a ser mais autodidata, a não depender tanto dos professores, a gente tem que organizar o nosso horário, isso tira a gente da acomodação. Quem tem vontade de estudar mesmo e percebe os benefícios que a EAD traz, gosta muito”, relata.

Agora ele tem o desejo de iniciar um doutorado, e em razão disso, conta que a pesquisa tem de estar sempre presente na vida acadêmica. Foi então que Ednilson começou a mapear os congressos que seriam realizados neste ano, e no grupo de pesquisa do qual participa na Uninter, em “Teoria crítica, educação e tecnologias: os impactos sociais e culturais da educação a distância”, realizou a pesquisa que deu resultado ao trabalho apresentado na ABED.

Ele conta que já havia usado as teorias de Paulo Freire no referencial teórico do seu mestrado, e decidiu fazer uma aproximação dos estudos do teórico brasileiro com a educação a distância dos dias de hoje.

Em sua pesquisa, Ednilson concluiu que os conceitos usados por Paulo Freire, como o diálogo, a conscientização e a problematização, precisam estar presentes no dia a dia da EAD, pois eles são responsáveis por promover atitudes democráticas no ambiente de aprendizagem, estimular a tomada de consciência dos atores presentes e provocar transformação, além de criar novos conhecimentos.

Embed HTML not available.
Autor: Juliane Lima - estagiária de jornalismo
Edição: Mauri König
Revisão Textual: Jeferson Ferro


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *