O ensino superior é, de fato, um direito de todos?

Autor: Juliane Lima - Estagiária de Jornalismo

O Brasil é um país de grande diversidade regional, em que a situação socioeconômica da população varia muito de um local para outro.  Enquanto existem populações com amplo acesso à educação, desde o fundamental até o ensino superior, outras ainda encontram problemas para concluir o ensino básico. Dentro deste cenário, o ensino superior permanece como um sonho distante para a maior parte dos brasileiros.

“Ensino superior: um direito para todos?” foi o tema da segunda edição do Vem Saber Uninter. Para debater o tema, foram convidados a diretora da Escola Superior de Educação da Uninter, Dinamara Machado, e o professor Herivelto Moreira, da UFPR (Universidade Federal do Paraná). O encontro teve transmissão ao vivo para os estudantes da Uninter de todo o Brasil, que participaram com perguntas.

Os professores apresentaram dados que mostram um aumento significativo no número de pessoas cursando o ensino superior, principalmente das classes mais baixas. Isso se deve em grande parte às políticas afirmativas, como por exemplo as cotas, implementadas no Brasil nos últimos anos. Mas ainda não é o suficiente, pois o acesso ao ensino superior também depende da melhora na qualidade da formação básica, e o principal fator nesse processo é a formação docente.

Dinamara e Herivelto destacaram o papel fundamental do professor no ensino básico, fundamental e médio. Uma pesquisa internacional, que inclui o Brasil, sobre ensino e aprendizagem, a Talis, mostra que apenas 11%  dos professores consideram sua profissão valorizada no Brasil. A mesma pesquisa aponta também que 35% dos professores reportam semanalmente situações de bullying e intimidação entre os alunos no ensino fundamental nas escolas públicas, e 23% no ensino médio.

Mesmo com esse tipo de problema, o último Censo da Educação, divulgado em 2017, mostra que existiam 8,3 milhões de estudantes no Brasil cursando o ensino superior. Para que esse número possa crescer cada vez mais, melhorando o nível educacional do povo brasileiro, é preciso investir também no ensino fundamental.

 

Embed HTML not available.
Autor: Juliane Lima - Estagiária de Jornalismo
Edição: Mauri König
Revisão Textual: Jeferson Ferro
Créditos do Fotógrafo: Juliane Lima - Estagiária de Jornalismo


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *