Humanidade e cidadania no Museu da Vida  


Nos dias 1º e 2 de março, alunos do curso presencial de Pedagogia da Uninter fizeram uma visita ao Museu da Vida, localizado no bairro Mercês, em Curitiba (PR). Inaugurado em dezembro de 2014, o museu é uma iniciativa da Pastoral da Criança, fundada pela Dra. Zilda Arns. Trata-se de um espaço cultural interativo que combina áreas temáticas de educação, cidadania, saúde e nutrição, com exposições e ações socioeducativas.

Na visita técnica, os alunos tiveram contato com painéis e aparelhos interativos que abordam temas voltados à infância e adolescência, promovendo uma vivência prática sobre questões de cidadania. O professor Marcelo Henriques, responsável por acompanhar os alunos, avalia a experiência de aprendizado e interdisciplinaridade que o museu oferece aos fundamentos essenciais da Pedagogia.

“Uma visita ao museu, independente da proposta, é única. Experimentar, visualizar, tocar faz com que tudo que foi trabalhado na teoria faça sentido. Ainda foi possível desenvolver o lado cidadão dos alunos, verificando a importância de ações que amparem os menos favorecidos”, comenta.

Durante a visita, alunos da disciplina de Metodologia do ensino de Geografia vivenciariam na prática diversos conceitos aplicados em sala de aula, através de painéis informativos sobre fatores sociais e biológicos, aspectos da subnutrição e da mortalidade infantil, e a importância do papel das ONGs (Organização não governamental) para promover a cidadania do ser humano. “Outro momento importante da visita foi quando os alunos vivenciaram o ciclo do desenvolvimento humano, desde a gestação até os 2 anos de idade, no espaço de exposição 1000 dias”, completa o professor.

Aliando teoria e prática, a visita ao Museu da Vida proporciona uma nova maneira de compreender questões relacionadas à atividade do pedagogo. “Não existe uma compreensão total dos conceitos trabalhados sem verificar como tudo ocorre na prática. Para uma formação completa, o aluno de licenciatura precisa visualizar como as práticas pedagógicas ocorrem no cotidiano da profissão, saindo da teoria”, comenta Marcelo.

Por fim, o professor destaca a sensação que todos tiveram durante a visita ao museu. “Ficamos encantados com o Museu da Vida, o espaço é acolhedor, pois constrói uma afetividade com alunos, bem como o respeito e conhecimento sobre o desenvolvimento humano”, finaliza.

O Museu da Vida

Segundo seu site, o Museu da Vida tem como missão preservar, pesquisar e comunicar acervo museológico, arquivístico e bibliográfico acerca da promoção da saúde, da nutrição, da educação e da cidadania durante o ciclo vital, da concepção à morte natural do ser humano, fundamentado nos princípios e nas ações da Pastoral da Criança.

O espaço conta com seis exposições internas e duas áreas de lazer que são totalmente interativas, além de mediadores que auxiliam os visitantes nos espaços e exposições, unindo o aprendizado à diversão. O Museu da Vida abre todos os dias, incluindo feriados, das 8h às 19h e fica localizado na rua Jacarezinho, 1961 – Mercês. A entrada é gratuita.

Edição: Mauri König / Revisão Textual: Jeferson Ferro

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *