Glossário “traduz” termos jurídicos para Libras

Autor: Igor Ceccatto - Estagiário de Jornalismo

A Uninter conta com um departamento especializado para atender estudantes com deficiência de todo o Brasil, o Serviço de Inclusão e Atendimento aos Alunos com Necessidades Educacionais Especiais (Sianee), que atende a 908 alunos matriculados na instituição. Além disso, o setor também possui programas e projetos que buscam garantir uma formação completa aos alunos com deficiência.

Um desses projetos é o Glossário Jurídico em Libras, que convenciona sinais da área jurídica para a língua brasileira de sinais. “Objetiva-se que os sinais em Libras convencionados sejam usados em todo Brasil, em caráter nacional, eliminando a possibilidade de sinais regionais. O Glossário Jurídico em Libras marcará a história da comunidade surda do Brasil, que passará a ter acesso pleno à jurisdição brasileira”, explica a coordenadora técnica do Sianee, Leomar Marchesini.

Tudo começou com uma parceria entre Leomar e o primeiro desembargador cego do Tribunal Regional do Trabalho da 9° Região, Ricardo Tadeu. “Esta parceria teve início quando o desembargador Ricardo Tadeu soube que havia um aluno surdo cursando Direito na Uninter, o Tiago Carneiro, já que é difícil encontrar pessoas surdas na área jurídica”, explica Leomar.

Segundo ela, a partir desse momento, o sonho do desembargador de realizar o glossário jurídico renasceu e ele propôs a parceria ao Sianee. Os trabalhos se iniciaram em 2014 e duram até hoje. O contrato de parceria entre as instituições já foi renovado três vezes, sendo a última no dia 13 de agosto deste ano.

O trabalho vai muito além da produção de mais um documento, pois ele cria uma ferramenta que promove a efetiva inserção dos deficientes auditivos no mundo jurídico. “Essa renovação é motivo de muito orgulho para a Uninter, representando a confiança que aquela Corte deposita no trabalho de inclusão realizado pelo Sianee”, conclui Leomar.

Embed HTML not available.
Autor: Igor Ceccatto - Estagiário de Jornalismo
Edição: Mauri König
Revisão Textual: Jeferson Ferro
Créditos do Fotógrafo: Arquivo UN


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *