OS SIGNOS FALAM

Filosofia e semiótica ajudam a desvendar crimes

Nuvens escuras indicam que irá chover, a calçada molhada é um sinal de que já choveu, pegadas na areia indicam que alguém passou por ali. Pois bem, esta é uma forma de se entender o signo dentro da semiótica: aquilo que representa alguma outra coisa. Nestes exemplos, trata-se de signos de natureza indicial. Assunto profundamente estudado desde o final do século XIX, a lógica da significação é aplicada a campos como a medicina, os estudos culturais, e também a investigação criminal.

E foi justamente depois de ter experiências como detetive particular profissional que Luan Amaral Appel, estudante de Filosofia da Uninter, escreveu um livro associando os estudos da semiótica com suas experiências profissionais. Luan estuda na modalidade de educação a distância e está vinculado ao polo da Uninter em São Jerônimo (RS).

Já no segundo ano do curso, Luan escrevia artigos sobre filosofia, psicologia e criminologia e os publicava em seu blog pessoal. Foi a partir desses artigos, escritos ao longo de três anos, e de novos conhecimentos aprendidos ao longo da graduação, que ele produziu seu primeiro livro: “Introdução à semiologia investigativa”.

“Escrevê-lo tornou-se quase uma obsessão, e quando finalmente terminado, senti alívio por um trabalho duro ter chegado ao fim”, comenta o estudante, que após terminar o curso de Filosofia planeja complementar seus estudos. “Pretendo fazer minha pós-graduação em direito penal e criminologia EAD, também pela Uninter”.

Grande parte do livro se baseia nos Collected Papers do filósofo e fundador da semiótica Charles Sanders Pierce. São estudos sobre o pragmatismo, a lógica, a fenomenologia e a epistemologia, a partir do viés semiótico. Em sua obra, Luan também explica os silogismos dedutivo, indutivo e abdutivo (método e raciocínio), comparando-os com os signos indiciais. Discorre sobre como evitar falácias e sobre o senso comum e a interpretação da realidade. Ao final do livro, o autor desenvolve um conto de crime e mistério para o leitor solucionar.

O livro está em processo de diagramação e tem previsão de lançamento para dezembro deste ano, pela editora Viseu. Mais informações, no blog no estudante.

Embed HTML not available.
Autor: Letícia Costa – Estagiária de Jornalismo
Edição: Mauri König / Revisão Textual: Jeferson Ferro
Créditos do Fotógrafo: Pixabay e Arquivo pessoal

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *