Feira põe crianças à prova em suas experiências e sentidos

Autor: Bárbara Possiede e Gabriel Prado – Estagiários de Jornalismo

O aprendizado não é fruto exclusivo da observação e do raciocínio. Também aprendemos prestando atenção aos sentidos, seja a audição, o olfato ou o toque. Foi pensando nisso que o curso de Licenciatura em Pedagogia da Uninter realizou, no dia 29 de outubro, a “II Feira de Experiências e Sentidos”, que levou a crianças das escolas municipais de Curitiba (PR) uma série de atividades que exploravam a percepção por meio dos cinco sentidos.

O projeto foi promovido em parceria com a Secretaria Municipal de Educação de Curitiba e o Núcleo Matriz. Durante as atividades, estudantes da Uninter que cursaram a disciplina “Projeto Integrador” ao longo dos três quadrimestres do ano letivo de 2019 aplicaram atividades interativas nas escolas da rede municipal de ensino.

O projeto visa desenvolver práticas pedagógicas como base de dois processos inseparáveis: a adequação metodológica no percurso didático da ação de ensino/aprendizagem e o uso de metodologias ativas. As atividades aplicadas nas escolas foram baseadas nos conceitos de experiência, desenvolvimento e aprendizagem, metodologias ativas, educação 4.0, entre outros.

Nesta edição, as temáticas abordadas envolveram as disciplinas de História, Geografia, Arte e Educação Física, tendo como público alvo escolas públicas dos anos iniciais do ensino fundamental (1º ao 5º ano) e estudantes da fase I do ensino fundamental da modalidade EJA (Educação de Jovens e Adultos).

A coordenadora do curso de Pedagogia, Gisele Cordeiro, explica que a primeira edição da Feira de Experiências e Sentidos aconteceu em 2018, quando a Uninter realizou um projeto piloto, desenvolvido apenas com alunos dos cursos de magistério da região de Curitiba.

“Foi a partir de solicitações dos nossos próprios alunos que fomos em busca de escolas para que o projeto fosse aplicado aos alunos de 1º a 5º ano do ensino fundamental, e a parceria com a Secretaria de Educação e o Núcleo deu muito certo”, relata.

Em 2019 as atividades foram desenvolvidas nos seguintes locais: Escola Municipal Batel, Escola Municipal Professor Brandão, Escola Municipal Mirazinha Braga, Escola Municipal Vila Torres e Escola Municipal Professora Noely Simone de Ávila.

Através desse projeto, os alunos da Uninter aplicaram as atividades que planejaram nas escolas selecionadas, e com isso ganharam vivência prática e um contato maior com sua futura profissão.

Embed HTML not available.
Autor: Bárbara Possiede e Gabriel Prado – Estagiários de Jornalismo
Edição: Mauri König
Revisão Textual: Jeferson Ferro
Créditos do Fotógrafo: Arquivo ESE


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *