MERCADO DE TRABALHO

Conselho profissional qualifica o estudante

Os conselhos trabalhistas surgiram ao longo dos anos para proteger o bom profissional e assegurar a qualidade de serviços fundamentais para a sociedade civil. Cabe a eles fiscalizar, regulamentar e garantir direitos e deveres dos trabalhadores de terminadas áreas.

Dentre os principais conselhos regulamentadores das profissões, encontra-se o Conselho Regional de Engenharia e Agronomia (Crea), responsável por fiscalizar as atividades profissionais de agronomia, engenharia, meteorologia e geologia, além das atividades dos tecnólogos e das várias modalidades de técnicos industriais de nível médio.

Além disso, o registro no Crea permite que o profissional emita a Anotação de Responsabilidade Técnica (ART) – documento exigido para qualquer obra ou serviço de engenharia e agronomia ou atividades relacionadas – e fique apto para as vagas do mercado de trabalho, tendo em vista a exigência do registro para contratação por parte de determinadas empresas e alguns concursos públicos. Tudo isso faz parte de iniciativas que protegem o profissional ético e habilitado, ao mesmo tempo que garantem um serviço de excelência para a população.

Diante disso, no último mês de março, o curso superior de Tecnologia em Gestão Ambiental da Uninter obteve o registro no (Crea). Com isso, o coordenador do curso na Uninter, Rodrigo Silva, explica que “fica comprovado que o aluno faz um curso reconhecido pelo Ministério da Educação e que está exercendo legalmente a profissão, além de demonstrar a seriedade e a qualidade do profissional”.

O coordenador esclarece que, apesar de o curso ter sido cadastrado no Crea do Paraná, ele vale para todo o território brasileiro. “Basta o profissional ir até a delegacia do conselho local munido dos documentos necessários”. Para mais informações basta acessar o site do Conselho Federal de Engenharia e Agronomia (Confea) pelo http://www.confea.org.br e pesquisar o Crea do estado desejado.

Embed HTML not available.
Autor: Da Assessoria
Créditos do Fotógrafo: Pixabay

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *