ESPECIAL ABED

Como os alunos da educação a distância encaram as avaliações?

Saber como os alunos estão aproveitando suas aulas, bem como sua percepção do trabalho dos professores e da organização do curso é fundamental para quem coordena uma graduação a distância. Esse conhecimento permite que métodos sejam aprimorados, profissionais sejam treinados e os sistemas de avaliação sejam revistos, promovendo melhorias no processo de ensino. Para que isso aconteça, dentro de uma instituição de ensino superior existe um setor específico, a Comissão Própria de Avaliação (CPA).

A CPA da Uninter coleta as opiniões dos alunos por meio de questionários no Ambiente Virtual de Aprendizagem, o AVA. Em seguida, esses dados são passados para os coordenadores, em um trabalho conjunto para o aprimoramento global do sistema de ensino. Assim, analisando este conjunto de informações, a coordenadora do setor de avaliação da Escola Superior de Gestão Pública, Jurídica e de Segurança, Tânia Frugiuele Agostinho, decidiu realizar uma investigação científica.

A pesquisa que Tânia realizou, em conjunto com a professora-doutora Débora Veneral e com o professor-doutor Lucas Massimo de Souza, resultou no artigo “O Que os Alunos Pensam Sobre Suas Avaliações? Classificação Das Opiniões Expressas Nas Questões Abertas da CPA”, apresentado no dia 5 de outubro no 24º Congresso Internacional ABED de Educação a Distância (CIAED), que ocorreu em Florianópolis (SC).

O objetivo do trabalho foi classificar e avaliar as percepções dos alunos de graduação da educação a distância sobre o sistema avaliativo desenvolvido pela CPA. Dentre os dados que foram levantados pela pesquisa, alguns se destacam: dos 325 participantes da pesquisa, 49 alunos fizeram observações sobre o conteúdo das questões, o mesmo número elogiou as avaliações, e 38 alunos comentaram sobre a duração das provas discursivas. Estes três critérios estão entre os oito utilizados na avaliação.

Frequentadora regular do congresso, a autora afirma que é sempre enriquecedor participar do evento. “Traz a possibilidade de conhecermos as inovações ofertadas pelas diversas áreas que participam do evento, e a percepção das diferentes realidades de cada instituição de ensino superior”, observa Tânia.

Embed HTML not available.
Autor: Ariadne Körber - Estagiária de Jornalismo
Edição: Mauri König / Revisão Textual: Jeferson Ferro
Créditos do Fotógrafo: Arquivo pessoal

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *