A dinâmica do rádio ajuda a entender as transformações que movem o país

Autor: Ariadne Körber - Estagiária de Jornalismo

O Brasil é um país em desenvolvimento, e passa por transformações constantes em pequena e grande escala. Para compreender melhor essas mudanças e seus impactos em nossas vidas, os coordenadores dos cursos de Pós-Graduação Lato Sensu da Uninter lançaram o programa Brasil: nosso país em transformação, na Rádio Uninter.

A estreia aconteceu no dia 8 de outubro de 2019 e contou com a presença da jornalista Bárbara Carvalho e dos professores Alceli Ribeiro Alves e Sandra Maria Lopes de Souza. O assunto escolhido foi “Cidades Educadoras”. Os apresentadores abordaram a necessidade de se repensar o planejamento das cidades grandes e medias – segundo um estudo da ONU, até 2050 a população mundial estará fortemente concentrada nelas.

No segundo episódio, Sandra trouxe os professores Daniel de Christo e Relly Amaral Ribeiro e a tutora dos cursos de pós-graduação em Direito, Priscilla Bortolotto. O tema para debate foi a questão do trabalho da gestante em ambientes insalubres. Os comentaristas abordaram a diferença entre ambiente insalubre e de periculosidade, além das razões que tornam o trabalho em tais ambientes um risco maior para as gestantes.

Para tratar sobre os processos eleitorais no Brasil, o professor Alceli Ribeiro dirigiu o terceiro episódio do programa com a colaboração dos professores Ricieri Garbelini e Gabriel Vergara. Ricieri, que tem experiência em planejamento de campanha e gestão pública, destacou o aumento no índice de abstenção nas eleições de 2019, e relacionou o fato à diminuição de tempo e variedade de formas de campanha.

O quarto episódio foi mediado pela professora Sandra, e contou mais uma vez com a participação de Daniel de Christo e da professora Ana Paula Weinfurter, abordando a relação entre doenças emergentes e o meio ambiente. Os professores explicaram a diferença entre doenças emergentes, como a dengue e a zika, e as reemergentes, como o sarampo, além de enfatizar a falta de base científica para o movimento antivacina.

O programa tratou na quinta edição da gestão de riscos e seguros, com Alexandre de Andrade e Sandra Maria, que falaram do papel da gestão de riscos em todo o planejamento da empresa, além de suas vantagens e de seu funcionamento.

A sexta edição do programa foi dedicada à arquitetura sustentável. Gleoberto Marcondes dos Santos Júnior e Gisele Dziura foram os professores convidados para esclarecer os pontos levantados por Sandra. Gisele explica que o termo surge em 1987, junto da preocupação com o desenvolvimento sustentável, mas que a arquitetura sustentável é posta em prática desde 3000 a.C., nos casos em que a construção atende à demanda de proteção e tem baixo, ou nenhum, impacto ambiental.

Mas nem só de temas da moda se fala no programa. A sétima transmissão abordou os educandários, reformatórios e orfanatos e as transformações que essas instituições sofreram após a criação do Estatuto da Criança e do Adolescente em 1990. As professoras Renata Paranhos, Silvia Brandt e Gisele Giesel também falaram do impacto do Sistema Único de Assistência Social, criado em 2005, e de sua importância para o desenvolvimento e socialização de crianças e adolescentes em lares temporários e famílias acolhedoras.

Em dezembro, o programa trouxe ao estúdio a psicóloga e sexóloga Carolina M. do Amaral e Silva. O debate tratou da sexualidade de homens e mulheres e seus tabus.

Você acompanha o Brasil: nosso país em transformação todas as terças, às 14h30m, na Rádio Uninter, com reprises às quintas, 18h30. Todos os programas ficam disponíveis no MixCloud e no site da emissora, para você ouvir quando e onde quiser.

 

Embed HTML not available.
Autor: Ariadne Körber - Estagiária de Jornalismo
Edição: Mauri König
Revisão Textual: Jeferson Ferro
Créditos do Fotógrafo: Arquivo UN


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *