INCLUSÃO E DIREITOS

Uninter cria comitê de acessibilidade

Além do reconhecimento pelas ótimas avaliações do MEC e por ter polos espalhados por todo Brasil, a Uninter também é conhecida por ser acessível a todos. Ao longo de 2018, o Serviço de Inclusão e Atendimento aos Alunos com Necessidades Educacionais Especiais (SIANEE) recebeu prêmios, participou de grandes eventos e colaborou efetivamente para a implementação do Comitê de Acessibilidade Uninter.

O comitê que é uma das exigências do Ministério da Educação (MEC). Foi implementado na instituição em outubro de 2018 e, segundo a coordenadora do SIANEE, Leomar Marchesini, significa a unificação do espírito e postura de inclusão na instituição em sua totalidade. “O comitê atuará em todas as áreas, uma vez que uma instituição inclusiva não se resume a seu núcleo de inclusão, mas está também nas condições de acessibilidade apresentadas”, disse Leomar.

Trabalhar a quebra de preconceitos e tabus de funcionários, alunos e docentes, já era algo intrínseco à atuação do SIANEE. Mas, a partir deste momento, a instituição passa a atuar de maneira ainda mais efetiva no processo de inclusão das pessoas com deficiência.

Farão parte do comitê os seguintes colaboradores: a pró-reitora Denize Carneiro de Campos, Lindsay Azambuja, Skekying Ling, Joel Ferruci, Igor Pacheco, Newton Ceccato, Milena Rutz Muller, Vanda Dias, Valéria Gonçalves, Sergio Demomi, Sidney Lara, Karin Schneider.

 

Embed HTML not available.
Autor: Letícia Costa – Estagiária de Jornalismo
Edição: Mauri König / Revisão Textual: Jeferson Ferro
Créditos do Fotógrafo: Arquivo UN

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *