Novos professores para um novo contexto


Tecnologia e educação são duas coisas que andam juntas, pois o desenvolvimento tecnológico gera metodologias inovadoras, levando à solução de problemas. Essa junção foi tema de um dos trabalhos apresentados pelo GT de Educação e Novas Tecnologias, na XIV edição do ENFOC (Encontro de Iniciação Científica) da Uninter, que ocorreu nos dias 09 e 10 de novembro.

Durante o evento, cada GT teve um tema a ser trabalhado. No GT em questão, uma série de subtemas foram abordados: práticas de formação e avaliação nos diferentes contextos EAD; cenários de educomunicação; troca de experiências entre os polos e as cidades/comunidades nas quais estão inseridos; utilização de diferentes recursos tecnológicos como robótica e telefonia móvel; e, por fim, práticas que envolvem propostas de interculturalidade e de inclusão.

O grupo tem como coordenadoras as professoras Siderly do Carmo e Luana Priscila e teve 101 trabalhos inscritos. Luana diz que agora os professores saíram do papel de consumidores para produzirem o próprio material didático, adequando-o às necessidades dos alunos, que trazem suas demandas conforme o conteúdo progride e as dúvidas surgem.

A aprendizagem também compreende novas ferramentas, como o Mobile Learning (modalidade de ensino que proporciona a criação de ambientes virtuais de aprendizagem, através de um smartphone com acesso à internet), a Realidade Aumentada (tecnologia que permite a integração do virtual com o real, revolucionando as relações homem x máquina) e a robótica que, segundo a professora, “pode ensinar”.

Tanto o Mobile Learning quanto a Realidade aumentada rendem novas experiências e exemplos reais. Um exemplo disso foi a criação do “Robô Cachorrinho”, feito com materiais de sucata, que auxilia os alunos autistas a chegarem ao banheiro de uma escola municipal, situada na cidade de Colombo. “Os sistemas educacionais hoje servem de suporte, buscando soluções para problemas reais.  Resta aos professores entenderem a linguagem do aluno, seu ambiente e também seu contexto”, explica Luana a respeito dessa nova era tecnológica.

Edição: Mauri König / Revisão Textual: Jeferson Ferro

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *