Não existe um bom marketing digital sem foco nas pessoas

Autor: Fillipe Borba - Estagiário de Jornalismo

A professora Maria Carolina Avis promoveu no canal do Youtube dos cursos de Marketing e Marketing Digital da Uninter uma aula sobre as ferramentas necessárias para a produção de anúncios e conteúdo em geral na internet. Você pode conferir a íntegra, clicando aquiOs professores de Marketing Achiles Junior e Fabiano de Miranda também participaram.

A dinâmica da aula se deu com breves explicações sobre as ferramentas e constante troca com os alunos. Além de estudantes residentes no Brasil, a live contou com a presença de alguns alunos de Marketing Digital nos Estados Unidos.

O Google tem mais de 50 ferramentas de marketing que, segundo a professora Maria Carolina, são muito importantes. O objetivo da aula era falar sobre os detalhes técnicos delas, além da estratégia de divulgação ou venda. As principais citadas na aula foram:

Google Trends

Ferramenta que mostra tendências de assunto. Com ela é possível observar as tendências de busca no maior indexador de conteúdo da internet. Ela é importante para todo mundo que precisa estar inserido no contexto digital, pois auxilia a saber o que as pessoas estão buscando mais. ”Os gráficos e os números não falam por si só. Eles não falam sozinhos, é sempre alguma coisa que motiva a maior busca por algum termo. Você precisa tomar uma decisão de acordo com o que você está vendo e ao mesmo tempo observar o contexto”, alerta Maria.

Ubersuggest

É ótimo para observar a quantidade de pessoas envolvidas na busca de uma palavra-chave. No site, basta colocar um termo para iniciar a busca. Ele vai te mostrar não só quantas pessoas por mês pesquisam esse termo, como lhe dará ideias de conteúdo. Maria mostra que o Ubersuggest pode auxiliar diversas áreas da comunicação. “Isso pode ajudar desde profissionais do marketing até jornalistas, por exemplo, pois faz o seu conteúdo ter mais sentido com o que as pessoas estão buscando no momento”.

Para a professora, viver na sociedade da informação é lidar com possibilidades de atuação mais segmentadas e assertivas. É preciso usar os termos e os dados gerados a partir deles ao seu favor. “Marketing digital não é só criatividade. Nada na internet, nada que tenha a ver com produção de conteúdo é só criatividade. Tem muito sobre técnica também. Ela é fundamental. Conhecer as ferramentas é importante”, explica Maria Carolina.

Facebook Ads

É o gerenciador de anúncios do Facebook. Um dos principais problemas para produtores de conteúdo é criar anúncios/posts que ultrapassem o alcance orgânico, que normalmente levará o conteúdo para uma amostra pequena dos seguidores de um perfil. Entra em cena a segmentação de público, que tende a trazer bons resultados ao conectar os anúncios certos com uma audiência qualificada, que provavelmente irá interagir com o conteúdo. São 11 tipos de objetivos diferentes para utilizar no Facebook Ads e diversas formas de segmentar o público-alvo.

Linkedin

Principal rede social profissional do mundo, porém, Avis conta que apenas 1% dos usuários geram conteúdo na plataforma. O Linkedin é uma ferramenta de networking. Pode ser utilizada como um perfil pessoal ou uma Company Page (que é semelhante às Fan Pages do Facebook). A professora Maria deixa uma dica para utilizar a rede social:  “Ter um perfil completo é importante. Mostre nele o dia-a-dia do seu trabalho, sobre o que você estuda”.

Além desses temas, a aula mostrou que o design e o marketing digital são complementares um ao outro. A importância de um bom copy (texto focado em vender algo) para fazer com que os usuários tragam engajamento às publicações.

Mesmo em um mundo cheio de algoritmos e inteligência artificial, o conteúdo deve ser desenvolvido para as pessoas. “A gente acaba fazendo umas otimizações pensando em algoritmos, mas você deve sempre pensar em gerar um conteúdo atrativo para o usuário. Não precisa ficar muito preso no melhor horário, na melhor hashtag, porque se o conteúdo for bom nenhum detalhe desse será relevante. A não ser que seu conteúdo já tenha muito alcance e precise de uma otimização fina. Pense em conteúdos que são relevantes para o seu usuário, porque ele será interessante para toda a sua estratégia”, finaliza a professora.

Embed HTML not available.
Autor: Fillipe Borba - Estagiário de Jornalismo
Edição: Mauri König
Créditos do Fotógrafo: Torsten Dettlaff/Pexels e reprodução


1 thought on “Não existe um bom marketing digital sem foco nas pessoas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *