Aluno da Uninter é bronze no Parapan

Autor: Alexandre Netto - Estudante de Jornalismo

“Superação é a arte de ultrapassar limites”. É assim que o jovem Ramon Combo da Silva, de 26 anos, escreve a sua história. Ele nasceu com paralisia cerebral no lado direito, causada por problemas no parto – a bolsa amniótica da sua mãe estourou às 14 horas e ele só veio a nascer às 23h30, ficando um período sem oxigênio. Mas isso não foi impedimento para uma vida de conquistas. Através do esporte, Ramon encontrou a inspiração que o motiva a seguir adiante.

Licenciado em Educação Física e atualmente fazendo o bacharelado do mesmo curso na Uninter, no polo de Criciúma (SC), Ramon destaca a importância do estudo em sua vida. “A Educação Física colaborou muito com minha inclusão social e no humanismo, ajudou muito a desenvolver minha coordenação motora, que antes eu não tinha, e trouxe benefícios em todas as áreas da minha vida”.

Ramon é atleta de tênis de mesa, esporte que pratica desde a adolescência. Foi através de um projeto escolar que ele iniciou uma trajetória de conquistas. Após três anos de treinos preparatórios, em 2012 ele passou a integrar a equipe principal. No ano seguinte entrou para o circuito brasileiro, até que em 2018 sagrou-se campeão nacional de sua categoria, classificando-se para a seletiva do Pan.

Só o fato de estar disputando uma das maiores competições esportivas do mundo já era um grande privilégio, mas ele foi além. Depois de perder o jogo de estreia, Ramon teve novamente que se superar. A derrota não o abalou, e ele começou ali uma sequência de vitórias interrompida apenas nas semifinais, assim conquistando a tão sonhada medalha.  Muito feliz com a conquista do bronze, Ramon relatou a experiência vivida em Lima.

“O sentimento é muito bom mesmo, é diferenciado. A gente vê e olha diferente, porque ali está valendo tudo, cada jogo, qualquer erro eu poderia perder a medalha, ou seja, a responsabilidade e o sentimento são diferentes de tudo que eu já joguei e fiz em minha vida”, explica.

Ao retornar para sua cidade, já na rodoviária foi recebido com muita festa, sendo acompanhado até o Parque das Nações, onde foi homenageado com uma placa.

De olho no futuro, Ramon agora se concentra nos estudos. Ele segue firme em busca de novos desafios: após se formar, deseja trabalhar em academia e, futuramente, ter seu negócio próprio na área.

Embed HTML not available.
Autor: Alexandre Netto - Estudante de Jornalismo
Edição: Mauri König
Revisão Textual: Jeferson Ferro
Créditos do Fotógrafo: Arquivo pessoal Ramon Combo da Silva


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *