Duração: 2 anos
Turno: Diurno
Unidade: Campus Divina
Nota:
30 parcelas de
R$ 1.300,00

LINHA DE PESQUISA 

Formação Docente e Novas Tecnologias na Educação

Descrição: Investigar a formação inicial e continuada nos diferentes níveis e espaços de educação, referenciadas pelas relações sociopolíticas, históricas e culturais para o alcance da docência. A construção da identidade do professor mediante as trajetórias de formação, produção de saberes e aprendizagem docente, buscando o desenvolvimento em nível profissional. Os temas que serão abordados na formação docente envolvem desafios ao nível das concepções, das atitudes, da ação e da interlocução dos próprios estilos de novos saberes. Investigar a influência das Novas Tecnologias na relação ensino-aprendizagem, relativa tanto como no suporte aos procedimentos já estabelecidos quanto à concepção de processos inovadores, visando à aquisição e à reinvenção de competências diferenciadas pelos docentes durante sua formação profissional. Contempla, ainda, a elaboração de plataformas e modelos inovadores em educação, baseados nas Novas Tecnologias de Informação e Comunicação.

Considerando-se tal linha de pesquisa, foram delineados 4 grupos de pesquisa:

 

GT 1 NOVAS TECNOLOGIAS DE ENSINO E APRENDIZAGEM:

O Grupo de Pesquisa tem como objetivo capacitar os estudantes do PPGENT para atuarem como pesquisadores e formadores de competências em programas docentes nos diversos níveis educacionais, promovendo atividades de pesquisa destinadas a difundir e aperfeiçoar o estudo das novas tecnologias na educação.

 

PROJETO: SIMULADORES COMPUTACIONAIS E ROBÓTICA EDUCACIONAL

PROFESSOR RESPONSÁVEL: Luciano Frontino de Medeiros

DESCRIÇÃO: Este projeto contempla a criação, o desenvolvimento e a aplicação de simuladores de software e hardware em propostas educacionais. O uso de simuladores na área educacional apresenta potencial para a adoção de ferramentas que possam complementar os processos de ensino e aprendizagem em diferentes modalidades de ensino. O projeto prevê a construção de simuladores com inteligência artificial embutida para proporcionar uma melhor interação com os aprendizes dos conteúdos, tais como assistentes pessoais e de conhecimento desenvolvido em projetos anteriores. A simulação em hardware prevê a robótica educacional considerada a partir de propostas modulares de baixo custo, com o uso de materiais recicláveis e reutilizáveis, assim como peças e componentes construídos em impressoras 3D. Tais projetos serão considerados para a formação de docentes do ensino fundamental e médio, visando capacitar os professores no uso aplicado de tais tecnologias em processos inter e multidisciplinares de ensino e aprendizagem.

 

 

PROJETO: FORMAÇÃO DOCENTE NO CONTEXTO DA SUA PRÁTICA: INTEGRAÇÃO SIGNIFICATIVA DAS TECNOLOGIAS.

PROFESSOR RESPONSÁVEL: Luana Priscila Wunsch

DESCRIÇÃO: O presente Projeto de Pesquisa vem em busca de respostas a um desafio que as instituições educacionais, sejam privadas ou públicas, enfrentam atualmente: a formação do professor de forma contextualizada à sua prática cotidiana, às especificidades da aprendizagem dos seus alunos, à sua realidade nos diferentes níveis de ensino – da Educação Básica e da Educação Superior, Para tal, tendo como base teórica os estudos de António Nóvoa e de David Ausubel, os pesquisadores têm como objetivos: – Participar de debates sobre: a prática do docente brasileiro no século XXI, o papel das tecnologias em prol da otimização da qualidade da aprendizagem do professor e do aluno; formação docente para uma aprendizagem significativa em contexto escolar; comunidade de aprendizagem; encurtamento das distâncias entre Universidade e Escola, teoria sobre formação e prática efetiva do professor; – Mapear os recursos tecnológicos existentes em instituições de ensino e suas possíveis aplicabilidades pedagógicas; – Organizar, e aplicar, um plano de intervenção, na qual condiz um curso de formação docente em contexto a partir do plano de aula do professor; – Ser agente integrante de uma comunidade de aprendizagem sobre formação de professores. Por meio do escopo apresentado, destaca-se a missão do projeto de forma geral: a criação de uma rede de conhecimento que poderá abordar as dimensões, individuais e coletivas, para a potencialização de múltiplas e variadas situações de aprendizagem para o professor com as quais os professores podem atuar como profissionais inovadores em uma cultura digital em evolução.

 

PROJETO: MEDIAÇÃO PEDAGÓGICA E TECNOLÓGICA EM AMBIENTES IMERSIVOS

PROFESSOR RESPONSÁVEL: Alvino Moser

DESCRIÇÃO: Este projeto visa o estudo, o desenvolvimento e aplicação de processos educacionais gamificados em ambientes virtuais imersivos como forma de mediação pedagógica e tecnológica. Visa a formação docente do ensino fundamental e médio, capacitando os professores no uso aplicado de tais tecnologias. Estes ambientes constituem maneiras de despertar a emoção e a motivação para a aprendizagem (OCDE) e para isso, prevê a construção de ferramentas disponibilizadas pelo mesmo ambiente, fundamentados em Johan Huizinga, Karl Kapp, Marc Prensky, Amy Jo Kim, Jane MacConnigal, Mihály Csíksentmihalyi, Eric Zimmerman, Luciano Meira entre outros. Ter-se-á em vista a necessidade de atentar para a carga cognitiva, segundo os estudos da neuroespistemologia (Gerald Edelman, Etienne Wenger, Nicholas Carr e Eric Kandel). No decorrer do projeto os pesquisadores serão desafiados a produzir textos científicos, seminários e apresentação de produtos.

 

PROJETO: EDUCAÇÃO HÍBRIDA: METODOLOGIAS E OBJETOS DE APRENDIZAGEM DIGITAIS EM AMBIENTES DE MOBILIDADE TECNOLÓGICA

PROFESSOR RESPONSÁVEL: Marilene Santana dos Santos Garcia

DESCRIÇÃO: “Educação híbrida, metodologias e objetos de aprendizagem digitais em ambientes de mobilidade tecnológica”- visa discutir, aprofundar e aplicar o conceito de educação híbrida em objetos de aprendizagem, gerar interfaces de atividades para aplicativos educacionais, bem como produzir publicações acadêmicas, em nível nacional e internacional, que levem à repercussão dessa temática para a formação de professores em serviço e em diversos níveis. Busca-se, em seu primeiro momento, uma sustentação teórica mais consistente sobre o conceito de aprendizagens e ensino híbrido, práticas consolidadas, como também processos de construção de design de aplicativos com foco na inclusão social, em que a tecnologia não deve ser vista somente como reforço, mas como um valor que busque transformações sociais.

 

GT 2 EDUCAÇÃO, TECNOLOGIA E SOCIEDADE:

Trata-se de um esforço investigativo voltado à compreensão de questões epistemológicas e metodológicas que circundam a produção e apropriação do conhecimento científico-tecnológico e seus desdobramentos em processos educacionais formais e não formais. A investigação abarca diversas áreas de interesse, tais como: Ciência, Tecnologias e Sociedade; Educomunicação; Educação Tecnológica; Tecnociência e Ética; Indústria Cultural, etc.

 

PROJETO: EDUCOMUNICAÇÃO: CINEMA E OUTRAS LINGUAGENS AUDIOVISUAIS NA EDUCAÇÃO

PROFESSOR RESPONSÁVEL: Rodrigo Otávio dos Santos

Descrição: O projeto de pesquisa em Educomunicação: cinema e outras linguagens audiovisuais na educação visa pesquisar acerca dos fenômenos educacionais que podem ser otimizados ou reforçados por meio de elementos da comunicação audiovisual e sua força nas mais diferentes esferas da sociedade. Para tirarmos vantagem da ubiquidade da relação entre as pessoas e os produtos culturais propomos um projeto de pesquisa que alie a educação ao fenômeno comunicacional, uma vez que boa parte do processo educacional se dá em forma de comunicação. Assim, utilizaremos quaisquer ferramentas da comunicação audiovisual para promover uma melhor relação ensino-aprendizagem. Entre elas, podemos destacar os jogos e os videojogos (videogames), cinema, vídeo, cinema, música, histórias em quadrinhos, rádio, televisão qualquer outro suporte que podem ajudar alunos dos mais diferentes níveis educacionais, da educação infantil à pós-graduação e também cursos livres ou mesmo a autoaprendizagem.

 

PROJETO: FORMAÇÃO INTEGRAL, MEDIAÇÃO E TECNOLOGIA NO COTIDIANO ESCOLAR.

PROFESSOR RESPONSÁVEL: Ademir Aparecido Pinelli Mendes

Descrição: O projeto de pesquisa é um agregador das investigações dos estudantes de graduação e especialização lato/stricto sensu, orientados pelo pesquisador proponente, bem como para o grupo de pesquisa por ele liderado, especialmente dos alunos do Mestrado Profissional em Educação e Novas Tecnologias. Busca, de forma ampla, compreender o processo de formação integral dos sujeitos do cotidiano escolar, mediados por tecnologias, especialmente a relação entre método e metodologias nos processos de ensino e aprendizagem. Justifica-se na medida em que agrega pesquisadores, professores e estudantes da educação em seus diferentes níveis e modalidades de ensino, na busca compreender a relação entre educação tecnologia e sociedade no campo das mediações metodológicas no processo de formação integral dos sujeitos.

 

PROJETO: FORMAÇÃO DE PROFESSORES, INOVAÇÕES METODOLÓGICAS E TECNOLÓGICAS NO COTIDIANO ESCOLAR.

PROFESSOR RESPONSÁVEL: Ademir Aparecido Pinelli Mendes

Descrição: O Projeto de Pesquisa Formação de Professores e Inovações Metodológicas e Tecnológicas no Cotidiano Escolar propõe agregar pesquisadores e estudantes de graduação e de pós-graduação de diferentes áreas e níveis de conhecimento. O projeto de pesquisa objetiva realizar estudo da formação de professores e as inovações metodológicas e tecnológicas no cotidiano escolar. Pretende desenvolver pesquisas de caráter qualitativo em uma perspectiva interdisciplinar, buscando ampliar os horizontes de análise teórico-prática, bem como contribuir para o desenvolvimento de excelência educacional no contexto de sua inserção institucional por meio da publicação de artigos científicos, realização de eventos acadêmicos e proposta de novos projetos de pesquisa. O projeto de pesquisa abrange um amplo espectro de objetos e campos de estudos relacionados à formação de professores nas licenciaturas e na pós-graduação Lato e Stricto Sensu das diferentes áreas de conhecimento. É objetivo investigar como os rituais de aprendizagem utilizados em diferentes níveis e modalidades de ensino contribuem para a excelência da aprendizagem dos estudantes, bem como contribuir para o desenvolvimento e aprimoramento da formação de professores com metodologias de ensino-aprendizagem inovadoras apoiadas nas novas tecnologias da informação e comunicação.

  

PROJETO: IMPACTOS DE PROGRAMAS DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA À DOCÊNCIA NO DESENVOLVIMENTO PROFISSIONAL DE PROFESSORES, CONSIDERANDO TECNOLOGIAS COMO APORTE METODOLÓGICO DE APOIO PEDAGÓGICO.

PROFESSOR RESPONSÁVEL: Ivo José Both

Descrição: Acompanhando as recomendações do Parecer CNE/CP 009/2001 do Conselho Nacional de Educação de 08/05/2001 que estabelecem as Diretrizes Curriculares Nacionais para a Formação de Professores da Educação Básica, esta pesquisa trata, em linhas gerais, da formação de professores compreendendo as dimensões: (i) da iniciação da formação do professor pesquisador; (ii) da aproximação com a prática profissional do docente em instituições educativas, escolas e outras; (iii) da relação entre pesquisa e profissionalização do professor; (iv) das práticas de pesquisa realizadas pelos professores em seu trabalho. A investigação a ser realizada focaliza as séries finais de formação (graduação) e anos iniciais de trabalho procurando estabelecer relações entre formação em pesquisa e suas implicações com a profissionalização do professor. As principais referências internacionais desta pesquisa são: NÓVOA, A. (1992); CARR, W. e KEMMIS, S. (1988); ELLIOTT, J. (2000) JOSSO, M.C. (2004) e as principais referências nacionais desta pesquisa são BUENO, O B; CATANI, D B; SOUSA, C P. (1998) FORMOSINHO, J. (2001); TARDIF, M.; ZOURHAL, A. (2005); GATTI, B. A. (2006, 2009). Considerando o alcance e significado dos programas de incentivo de fomento à formação do professor, urge indagar a respeito dos impactos desses programas na profissionalização docente. As entrevistas, além da caracterização dos sujeitos, terão um roteiro de questões divididas nos seguintes eixos temáticos: a) a relação da pesquisa com a formação acadêmica; b) a relação entre a pesquisa e a compreensão da prática profissional (desenvolvimento profissional e do trabalho coletivo nas escolas); c) a relação entre a pesquisa e a iniciação em pesquisa com uso da tecnologia; d) a relação entre pesquisa e a formação do sujeito; e) a relação entre pesquisa e formação ampla/cultural de cada sujeito numa postura crítico-reflexiva.

  

PROJETO: META-AVALIAÇÃO DE PROCESSO NORMATIVO E INSTRUMENTAL DE AVALIAÇÃO.

PROFESSOR RESPONSÁVEL: Ivo José Both

Descrição: O projeto objetiva investigar a evolução qualitativa de processo normativo e instrumental da avaliação em curso de graduação. Trata-se de meta-avaliação das normas orientadoras sobre a avaliação e dos instrumentos utilizados na avaliação dos estudantes. A metodologia de trabalho considera analisar até que ponto as normas de avaliação, bem como os próprios instrumentos de avaliação utilizados contribuem na evolução gradativa do desempenho dos estudantes.

 

PROJETO: PROCESSOS DE FORMAÇÃO DE PROFESSORES: RELAÇÕES COM O DESENVOLVIMENTO PROFISSIONAL DOCENTE.

PROFESSOR RESPONSÁVEL: Joana Paulin Romanowski

Descrição: A pesquisa focaliza os processos de formação de professores e a relação com o desenvolvimento profissional. As principais questões orientadoras são: Como os processos de formação se articulam ao desenvolvimento profissional docente? Que finalidades e elementos compõe esse processo de formação? Quais as relações entre os processos de formação de professores e a sociedade virtual? Elege como objetivo geral: compreender como se constituem os processos de formação de professores que atuam na educação básica e em outros níveis de modo a apontar sua composição, suas finalidades contribuindo com as discussões em torno do desenvolvimento profissional docente. Como objetivos específicos: descrever e caracterizar os processos de formação de professores. Analisar o papel das tecnologias digitais no contexto dos processos de formação e desenvolvimento profissional. Examinar os elementos, as finalidades e conhecimentos preponderantes na orientação metodológica desses processos diante do atual contexto educacional. Analisar as relações entre os processos de formação de professores e o desenvolvimento profissional docente. A investigação considera como pressuposto que os processos são gestados nas relações sociais, determinantes e determinadas, e expressam momentos históricos da sociedade. (SANTOS 2005; MARTINS, 2016). Quanto aos aportes teóricos em torno da formação e desenvolvimento profissional dos professores serão considerados os estudos acumulados no campo: Marcelo (1999; 2010); Ludke (2009); André (2010); Imbernom (2010); Roldão (2007); Martins (2016), entre outros. A metodologia de abordagem qualitativa compõe-se de: revisão sistemática; investigação empírica tomando como fonte depoimentos de docentes formadores de professores no Brasil e em outros países, por meio de entrevistas. As análises tomam por indicadores a sistematização dos conteúdos com base em Bardin (2010); para depoimentos coletados por meio digital (FLICK, 2013; MARCELO e PERERA, 2007); em segunda fase o cotejamento dos dados com estudos sobre processos de formação de professores e desenvolvimento profissional. Assume como orientação metodológica os níveis propostos por Santos (2005): descritivo, explicativo e compreensivo de modo a contribuir com a compreensão dos processos de formação docente da educação na relação com o desenvolvimento profissional. Ao realizar a pesquisa nessa perspectiva se expressa a possibilidade de contribuir com o campo da formação de professores quanto ao seu estatuto epistemológico, além de contribuir com a melhoria das práticas de formação. De outra perspectiva contribuir na explicitação das implicações da introdução das tecnologias e o desenvolvimento profissional docente.

 

GT 3 EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA:

Em um nível macro, o grupo explora questões relacionadas a instituições e sistemas de educação a distância e teorias e métodos de pesquisa em EaD. Em um nível meso, o grupo pesquisa questões ligadas a gestão e organização da educação a distância, incluindo legislação, gestão financeira, serviços de apoio aos alunos e polos de EaD. Outro foco é a formação de professores em educação a distância. Em um nível micro, o grupo pesquisa questões relacionadas ao ensino e à aprendizagem em educação a distância, incluindo design instrucional ou educacional, produção de material didático para a EAD, tutoria, interação em ambientes virtuais e avaliação em educação a distância.

 

PROJETO: EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA NO ENSINO SUPERIOR NO BRASIL: METODOLOGIAS E TECNOLOGIAS.

PROFESSOR RESPONSÁVEL: João Augusto Mattar Neto

Descrição: Este projeto de pesquisa (2017-2020) busca mapear os usos de algumas metodologias e tecnologias utilizadas no ensino superior a distância em nosso país, especificamente em cursos de graduação. Da perspectiva metodológica, pretende-se diferenciar e analisar os modelos de design educacional que guiam esses cursos, além de investigar como metodologias ativas, tais como método de caso, aprendizagem baseada em problemas, aprendizagem baseada em projetos e gamificação, estão incorporadas ao planejamento de cursos, disciplinas e atividades de EaD. Da perspectiva tecnológica, pretende-se analisar como Ambientes Virtuais de Aprendizagem (AVA), games e aplicativos para dispositivos móveis são utilizados na educação a distância em nosso país. O campo da pesquisa inclui a organização, a estrutura, a gestão e as atividades realizadas nos polos de apoio presencial das Instituições de Ensino Superior (IES) brasileiras. Importante ressaltar que as boas práticas da educação a distância no exterior interessam diretamente à pesquisa, funcionando como sua fundamentação.

 

PROJETODOCÊNCIA E APRENDIZAGEM PARA A EDUCAÇÃO HÍBRIDA E A DISTÂNCIA.

PROFESSOR RESPONSÁVEL: Siderly do Carmo Dahle de Almeida

Descrição: Dentre as questões que se colocam como centrais no contexto da educação brasileira, destaca-se a formação de professores, razão pela qual, historicamente, tem se constituído em amplo campo de debates e pesquisas, resultando na sistematização de políticas públicas, programas, propostas de governo e produções técnico-científicas. A EAD tem uma maneira particular de ser trabalhada quanto aos aspectos pedagógicos. Não consiste apenas em copiar práticas educativas do presencial para os cursos a distância. Concordamos com Moore e Kearsley (2007) que acentuam a necessidade de metodologias específicas para os que atuam em educação a distância. Evidenciamos, aqui, duas características da educação a distância. A primeira é que o aprendizado acontece em qualquer lugar e tempo de forma sistematizada, devido aos recursos tecnológicos, tais como material escrito distribuído pelo correio, rádio, internet ou ambientes virtuais de aprendizagem. Isso tem implicação para a natureza e possibilidades de interação entre os sujeitos. Depois, enfatiza-se a necessidade de conhecimento pedagógico e técnico para desenvolver atividades em educação a distância, que são diferentes dos momentos presenciais e exigem outras posturas docentes. Entendemos que aprender e ensinar a distância implica encadear ações pedagógicas relativas à EAD, sendo inevitável uma reformulação didática que possa atender à forma comunicacional e interativa promovida. Os professores que atuam com EAD precisam ter em mente quem é o seu aluno, quais os seus sonhos, suas angústias, suas necessidades, enfim, porque optou por essa modalidade e o que busca. Este projeto visa nortear metodologias e estratégias de ação para a docência, considerando a modalidade a distância.

 

GT 4 CIÊNCIA, TECNOLOGIA E INTERCULTURALIDADE NA EDUCAÇÃO:

Considerando as diferentes culturas que configuram a sociedade e a premente necessidade de se tratar delas em âmbito educacional, surge a necessidade de se promover uma educação que tenha como princípio o cuidado com a diversidade por meio de uma perspectiva intercultural, respeitando diferentes valores e saberes. As mudanças na educação só serão efetivadas a partir do momento em que todos os atores do processo se encontrem comprometidos com esta interculturalidade, rompendo com conceitos de homogeneidade do processo ensino-aprendizagem, promovendo uma reflexão sobre a diversidade cultural, a desigualdade social, os processos de globalização, suas causas e consequências para a vida em sociedade.

 

PROJETOCIÊNCIA TECNOLOGIA E INTERCULTURALIDADE NA EDUCAÇÃO.

PROFESSOR RESPONSÁVEL: Germano Bruno Afonso

Descrição: Através da observação do céu, os povos antigos determinavam a época do plantio, colheita, chuvas, frio e marés, a duração do dia, mês e ano. Eles utilizavam a variação da biodiversidade local em função das estações do ano e das fases da Lua, para a melhoria da produção de alimentos e o controle natural das pragas da lavoura. Imaginavam suas constelações, fazendo do céu o esteio de seu cotidiano. A lei 11.645/2008, torna obrigatório o ensino da história e cultura afro-brasileira e indígena nas intuições de ensinos fundamental e médio, públicas e privadas. No entanto, há carência de material didádico e de professores capacitados, para a implantação efetiva dessa lei. Para um aluno, no ensino fundamental, é muito mais interessante e atraente começar o estudo da astronomia através dos conhecimentos de outras culturas, principalmente indígenas e africanos, por estarem relacionados com a nossa história e cultura, fazer alusão a elementos de nossa natureza (sobretudo fauna e flora), promover a autoestima, valorizar os saberes tradicionais e auxiliar na interculturalidade na educação. Nesta pesquisa, utilizaremos a realidade virtual e aumentada no ensino da astronomia intercultural, para visualizar o fenômeno estudado e tornar a aula mais interessante para os nativos digitais. A utilização dessas tecnologias educacionais deve ser compreendida como atividade complementar, que pode somar ao processo de ensino. Os dispositivos de realidade virtual e aumentada são apenas uma ferramenta que proporciona uma nova linguagem, potencialmente para a educação.

 

PROJETOCURRÍCULO E FORMAÇÃO DE PROFESSORES PARA CIÊNCIA, TECNOLOGIA E INTERCULTURALIDADE.

PROFESSOR RESPONSÁVEL: Siderly do Carmo Dahle de Almeida

Descrição: Considerando as diferentes culturas que configuram a sociedade e a premente necessidade de se tratar delas em âmbito educacional, surge a necessidade de se promover uma educação que tenha como princípio o cuidado com a diversidade por meio de uma perspectiva intercultural, respeitando diferentes valores e saberes. Com o olhar por meio desta perspectiva, passa-se a perceber a educação como um processo construído pela relação tensa e intensa entre diferentes sujeitos, criando contextos interativos que, justamente por se conectar dinamicamente com os diferentes contextos culturais em relação aos quais os diferentes sujeitos desenvolvem suas respectivas identidades, se torna um ambiente criativo e propriamente formativo. (FLEURI, 2003, p. 20). As mudanças na educação só serão efetivadas a partir do momento em que todos os atores do processo se encontrem comprometidos com esta interculturalidade, rompendo com conceitos de homogeneidade do processo ensino-aprendizagem, promovendo uma reflexão sobre a diversidade cultural, a desigualdade social, os processos de globalização, suas causas e consequências para a vida em sociedade. Estas mudanças dependem também da adesão dos responsáveis pela educação de modo geral, às tecnologias de informação e comunicação, pois a sociedade tal qual se configura, caracterizada pelo desenvolvimento científico, tecnológico e informacional, globalização da economia e das finanças, aliados a crescente produção de informações obriga que os sujeitos desenvolvam e aperfeiçoem suas habilidades, para que possam buscar e empregar essas informações de forma crítica e criativa. A tecnologia afeta a maneira como ocorre o processo ensino-aprendizagem, oferecendo aos educadores formas dinâmicas para atingir diferentes tipos de alunos e a estes, obter, analisar, sintetizar, avaliar e compreender informações por intermédio de vários meios, de modo a construir novos conhecimentos, tendo em vista a potencialidade inerente das tecnologias para armazenamento, recuperação e acesso à informação. A educação deve se preocupar em promover condições, que conduzam a compreensão do indivíduo em relação ao mundo que o cerca, despertando sua curiosidade intelectual e estimulando seu senso crítico para que possa interferir no meio em que vive sentindo-se parte dele, assim, educar na era da informação propõe que a escola contemporânea se volte mais para a sensibilidade humana que para uma racionalidade abstrata e distante. A sociedade contemporânea exige uma educação comprometida com a transformação dos sujeitos, favorecendo a autonomia, a busca pela organização das experiências vividas e a construção de um conhecimento que propicie a interação com o mundo e com o outro.

 

PROJETO: OBSERVATÓRIO CTSA

PROFESSOR RESPONSÁVEL: Mário Sérgio Cunha Alencastro

Descrição: Os estudos sobre “Ciência, Tecnologia, Sociedade e Ambiente – CTSA” representam uma análise crítica e interdisciplinar para a compreensão do fenômeno científico-tecnológico considerando sempre suas consequências. No âmbito educacional, a perspectiva CTSA surge como uma alternativa de organização curricular, cuja principal característica seria a abordagem dos conteúdos científicos e tecnológicos em seus contextos sociais, preparando assim os discentes para o pleno exercício da cidadania. Desta feita, os currículos de ciências e tecnologia com ênfase em CTSA vêm sendo desenvolvidos em todo mundo e mais recentemente no Brasil. O projeto de pesquisa “Observatório CTSA” insere-se neste cenário e representa um esforço investigativo voltado para a compreensão das questões epistemológicas que circundam os processos de construção e apropriação do conhecimento científico-tecnológico e seus desdobramentos em contextos educacionais formais e não formais. Em sua amplitude abarcará diversas áreas de investigação que contemplam, dente outras, as seguintes temáticas principais: “Configurações curriculares sob o enfoque CTS”; “Práticas inovadoras de ensino com ênfase nos estudos em Ciência, Tecnologia e Sociedade”; “Formação docente e educação tecnológica”; Alfabetização e letramento científicos e tecnológicos”; “Educação ambiental e ambientalização curricular”.