Duração: 24 meses
Turno: Diurno / Quinzenal
Unidade: Campus Garcez
Nota:

LINHA DE PESQUISA 

Formação Docente e Novas Tecnologias na Educação

Descrição:  A linha de pesquisa “Formação Docente e Novas Tecnologias na Educação” tem como metas: Investigar a formação inicial e continuada nos diferentes níveis e modalidades da educação, referenciada pelas relações sociopolíticas, históricas e culturais para o alcance da docência. Construir a identidade do professor mediante as trajetórias de formação, produção de saberes, práticas e aprendizagem docente, buscando o desenvolvimento em nível profissional e dos conhecimentos que são objeto da formação docente, pois envolvem desafios à altura das concepções, das atitudes, da ação e da interlocução dos próprios estilos de novos saberes. Investigar as contribuições das Novas Tecnologias mediadas por metodologias no processo de ensino-aprendizagem, relativas tanto ao suporte aos procedimentos estabelecidos, quanto à concepção de processos inovadores, visando à aquisição e à reinvenção de competências e habilidades qualificadas pelos docentes durante sua formação profissional. Contempla, ainda, a elaboração de plataformas e modelos inovadores em educação, baseados nas Novas Tecnologias de Informação e Comunicação.

Considerando-se tal linha de pesquisa, foram delineados 4 grupos de pesquisa:

 

GT 1 NOVAS TECNOLOGIAS DE ENSINO E APRENDIZAGEM:

O Grupo de Pesquisa tem como objetivo capacitar os estudantes do PPGENT para atuarem como pesquisadores e formadores de competências em programas docentes nos diversos níveis educacionais, promovendo atividades de pesquisa destinadas a difundir e aperfeiçoar o estudo das novas tecnologias na educação.

 

PROJETO DE PESQUISA: EVENTOS E PRÁTICAS DE LETRAMENTOS: PERSPECTIVAS ANALÍTICAS, METODOLÓGICAS E TEÓRICAS SOBRE LINGUAGENS E TECNOLOGIAS 

PROFESSOR RESPONSÁVEL: Cleber Araújo Cabral

DESCRIÇÃO: Os meios e materialidades digitais afetaram, significativamente, as práticas e processos de criação, circulação e leitura de textos, bem como o exercício e a reflexão acerca dos processos de ensino e de aprendizagem. Nesse sentido, entendemos ser fundamental, para pensar práticas educacionais no presente contexto, examinar as relações entre linguagens e tecnologias e seus impactos na leitura e escrita. Para tanto, o projeto segue as orientações teórico-metodológicas dos Novos Estudos de Letramento (New Literacy Studies), empregando, como modelos analíticos, as noções de eventos e práticas de letramento, a fim de “descrever e caracterizar quando, onde e como as pessoas leem ou escrevem, conversam sobre um texto escrito ou interagem por meio da escrita” (HEATH apud STREET; CASTANHEIRA, 2014). Como objeto, elegemos por objeto casos em que a transmídia, ou seja, o uso de várias mídias para transmistir conteúdos, foi utilizada por editoras brasileiras como ferramenta suplementar aos seus livros. Acerca das balizas conceituais, são examinados os vários tipos de letramento (cinematográfico, literário, multimodal, visual), bem como as noções de hipergêneros textuais, multiletramento e multimodalidade. Nossos objetivos consistem em: 1) analisar os significados do letramento em distintos contextos, dentro e fora do espaço escolar; 2) desenvolver modelos analíticos e perspectivas teórico-metodológicas acerca dos novos modos de escrita,  leitura e de produção e consumo de mídias, com foco em gêneros/hipergêneros multimodais e narrativas literárias transmidiáticas em suportes variados.

 

PROJETO: SIMULADORES COMPUTACIONAIS E ROBÓTICA EDUCACIONAL

PROFESSOR RESPONSÁVEL: Luciano Frontino de Medeiros

DESCRIÇÃO: Este projeto contempla a criação, o desenvolvimento e a aplicação de simuladores de software e hardware em propostas de metodologias ativas para o ensino híbrido, bem como a criação e o estudo de modelos em machine learning. O uso de simuladores na área educacional apresenta potencial para a adoção de ferramentas que possam complementar os processos de ensino e aprendizagem em diferentes modalidades de ensino. O projeto prevê a construção de simuladores com inteligência artificial embutida para proporcionar uma melhor interação com os aprendizes dos conteúdos, tais como assistentes pessoais e de conhecimento desenvolvido em projetos anteriores. A simulação em hardware prevê a robótica educacional considerada a partir de propostas modulares de baixo custo, com o uso de materiais recicláveis e reutilizáveis, assim como peças e componentes construídos em impressoras 3D, alinhado com a proposta do movimento maker. Tais projetos serão considerados para a formação de docentes do ensino fundamental e médio, visando capacitar os professores no uso aplicado de tais tecnologias em processos inter e multidisciplinares de ensino e aprendizagem. A elaboração de modelos utilizando técnicas de machine learning pretende aprofundar estudos descritivos na descoberta de padrões relacionadas aos temas educacionais e correlatos.

 

O grupo de pesquisa de Simuladores Computacionais e Robótica Educacional conta com um website próprio que pode ser acessado por meio do link http://professorfrontino.com.br/wp/home/

 

 

GT 2 EDUCAÇÃO, TECNOLOGIA E SOCIEDADE:

Trata-se de um esforço investigativo voltado à compreensão de questões epistemológicas e metodológicas que circundam a produção e apropriação do conhecimento científico-tecnológico e seus desdobramentos em processos educacionais formais e não formais. A investigação abarca diversas áreas de interesse, tais como: Ciência, Tecnologias e Sociedade; Educomunicação; Educação Tecnológica; Tecnociência e Ética; Indústria Cultural, etc.

 

PROJETO: EDUCOMUNICAÇÃO: CINEMA E OUTRAS LINGUAGENS AUDIOVISUAIS NA EDUCAÇÃO

PROFESSOR RESPONSÁVEL: Rodrigo Otávio dos Santos

Descrição: O projeto de pesquisa em Educomunicação: cinema e outras linguagens audiovisuais na educação visa pesquisar acerca dos fenômenos educacionais que podem ser otimizados ou reforçados por meio de elementos da comunicação audiovisual e sua força nas mais diferentes esferas da sociedade. Para tirarmos vantagem da ubiquidade da relação entre as pessoas e os produtos culturais propomos um projeto de pesquisa que alie a educação ao fenômeno comunicacional, uma vez que boa parte do processo educacional se dá em forma de comunicação. Assim, utilizaremos quaisquer ferramentas da comunicação audiovisual para promover uma melhor relação ensino-aprendizagem. Entre elas, podemos destacar os jogos e os videojogos (videogames), cinema, vídeo, cinema, música, histórias em quadrinhos, rádio, televisão qualquer outro suporte que podem ajudar alunos dos mais diferentes níveis educacionais, da educação infantil à pós-graduação e também cursos livres ou mesmo a autoaprendizagem.

 

PROJETO DE PESQUISA: RELAÇÕES ENTRE EDUCAÇÃO, TECNOLOGIA, HUMANISMO E ÉTICA

RESPONSÁVEL: Luís Fernando Lopes

DESCRIÇÃO: Este projeto de pesquisa tem como objetivo principal investigar as relações entre educação, tecnologia, humanismo e ética. Considera-se o contexto da presença cada vez maior das tecnologias digitais na educação e a necessidade de encontrar uma justa medida na utilização desses recursos no campo educacional e suas implicações éticas. Compreendendo a educação como um processo de humanização, o projeto busca investigar as questões que envolvem as relações da Educação com a Tecnologia como foco nas implicações éticas. A perspectiva de análise é filosófica e humanista abordando as seguintes temáticas: Tecnologia, humanismo e ética. Tecnologia, Ética e educação. Tecnologia, Educação e Direitos Humanos. Bases filosóficas para Educação Ética. Tecnologia, meio ambiente e Educação. Educação e ética na cidade tecnológica. Ciência, tecnologia e interculturalidade na educação. O caráter ontológico da tecnologia e a Educação. Humanismo e projetos inovadores em educação.

 

PROJETO DE PESQUISA: FORMAÇÃO DE PROFESSORES : HISTÓRIA, EDUCAÇÃO, POLÍTICAS E EMANCIPAÇÃO TECNOLÓGICA

RESPONSÁVEL: Desiré Luciane Dominschek Lima

DESCRIÇÃO: O GHESP tem o objetivo de desenvolver junto aos seus pesquisadores a autonomia intelectual e científica, a partir de seminários com estudos e debates e do rastreamento e levantamento de fontes documentais relacionadas ao Contexto da educação brasileira , com foco na possibilidade de intervir na realidade social e educacional. Para tanto, as pesquisas empreendidas serão de cunho teórico-metodológico e empírico. Temos como objetivos refletir sobre a educação brasileira, através das abordagens histórica, política e tecnológica; propor pesquisas interdepartamentais e interinstitucionais, onde os objetos de estudo e as diversas correntes teórico-metodológicas possam constituir um avanço na área. O grupo propõe produzir e organizar pesquisas em diferentes níveis, processos, modalidades e espaços; as instituições educacionais; as histórias e memórias da vida escolar no Paraná e na região Sul. Busca compreender os processos de formação de professores e sua profissionalização e sua memória como intelectuais da educação. As repercussões esperadas estão: a) ampliação teórica da historiografia brasileira e regional; b) Diálogo na construção de identidades e as relações com as práticas escolares urbanas e do/no campo; c) contribuição para a formação das sociabilidades e da civilidade, marcadas por um contexto de modernização e globalização. d) Dimensões do uso das tecnologias educacionais para emancipação docente e didática. O acervo produzido demandará a publicação bibliográfica contribuindo para a formação de profissionais da educação (graduandos e pós-graduandos), repercutindo na elevação do nível teórico da produção bibliográfica da educação brasileira.

 

PROJETO: FORMAÇÃO DE PROFESSORES E AS NOVAS TECNOLOGIAS DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO (TICS)

PROFESSOR RESPONSÁVEL: Joana Paulin Romanowski

Descrição: Focaliza os processos de formação de professores da educação básica, a relação com as tecnologias educacionais e o desenvolvimento profissional. As questões orientadoras são: Como as tecnologias se articulam aos processos de formação docente? Quais as relações entre os processos de formação de professores e a sociedade virtual? Que implicações no desenvolvimento profissional do professor são decorrentes da introdução das tecnologias nos processos de formação de professores? Como os processos de formação de professores se articulam com a prática docente do professor da educação básica? Como as publicações dos últimos cinco anos expressam a relação entre as tecnologias educacionais e os processos de formação? Elege como objetivo geral: compreender como se constituem os processos de formação de professores que atuam na educação básica com as transformações decorrentes das novas tecnologias apontando as contribuições em torno do desenvolvimento profissional docente. Como objetivos específicos: descrever e caracterizar os processos de formação de professores. Analisar o papel das tecnologias digitais no contexto dos processos de formação e desenvolvimento profissional. Examinar os elementos, as finalidades e conhecimentos preponderantes na orientação metodológica desses processos diante do atual contexto educacional. A metodologia de abordagem qualitativa se apoia em coleta de dados junto aos sistemas de ensino e a prática pedagógica.

 

GT 3 EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA:

Em um nível macro, o grupo explora questões relacionadas a instituições e sistemas de educação a distância e teorias e métodos de pesquisa em EaD. Em um nível meso, o grupo pesquisa questões ligadas a gestão e organização da educação a distância, incluindo legislação, gestão financeira, serviços de apoio aos alunos e polos de EaD. Outro foco é a formação de professores em educação a distância. Em um nível micro, o grupo pesquisa questões relacionadas ao ensino e à aprendizagem em educação a distância, incluindo design instrucional ou educacional, produção de material didático para a EAD, tutoria, interação em ambientes virtuais e avaliação em educação a distância.

 

PROJETODOCÊNCIA E APRENDIZAGEM PARA A EDUCAÇÃO HÍBRIDA E A DISTÂNCIA.

PROFESSOR RESPONSÁVEL: Siderly do Carmo Dahle de Almeida

Descrição: Dentre as questões que se colocam como centrais no contexto da educação brasileira, destaca-se a formação de professores, razão pela qual, historicamente, tem se constituído em amplo campo de debates e pesquisas, resultando na sistematização de políticas públicas, programas, propostas de governo e produções técnico-científicas. A EAD tem uma maneira particular de ser trabalhada quanto aos aspectos pedagógicos. Não consiste apenas em copiar práticas educativas do presencial para os cursos a distância. Concordamos com Moore e Kearsley (2007) que acentuam a necessidade de metodologias específicas para os que atuam em educação a distância. Evidenciamos, aqui, duas características da educação a distância. A primeira é que o aprendizado acontece em qualquer lugar e tempo de forma sistematizada, devido aos recursos tecnológicos, tais como material escrito distribuído pelo correio, rádio, internet ou ambientes virtuais de aprendizagem. Isso tem implicação para a natureza e possibilidades de interação entre os sujeitos. Depois, enfatiza-se a necessidade de conhecimento pedagógico e técnico para desenvolver atividades em educação a distância, que são diferentes dos momentos presenciais e exigem outras posturas docentes. Entendemos que aprender e ensinar a distância implica encadear ações pedagógicas relativas à EAD, sendo inevitável uma reformulação didática que possa atender à forma comunicacional e interativa promovida. Os professores que atuam com EAD precisam ter em mente quem é o seu aluno, quais os seus sonhos, suas angústias, suas necessidades, enfim, porque optou por essa modalidade e o que busca. Este projeto visa nortear metodologias e estratégias de ação para a docência, considerando a modalidade a distância.

PROJETO: REDES SOCIAIS DIGITAIS E EDUCAÇÃO

PROFESSOR RESPONSÁVEL: Rodrigo Otávio dos Santos

Descrição: 

o presente projeto de pesquisa é uma derivação do projeto de Educomunicação, uma vez que recebemos cada vez mais alunos interessados em pesquisar as plataformas de redes sociais digitais, de tal forma que decidimos abrir um novo projeto, dentro do GT de Educação a distância, para abarcar pesquisas com esta finalidade específica, uma vez que o mundo contemporâneo está permeado de distrações, intrusões, alheamentos e outros elementos que tornam a capacidade de concentração de nossos alunos cada vez mais difícil, bem como parece ser cada vez mais complexo descobrir se uma informação é ou não verídica na rede mundial de computadores, além da dificuldade promovida pela radicalização de pontos de vista na sociedade. Boa parte destes problemas que urgem à nossa volta são promovidos em parte ou na totalidade pela disseminação das plataformas de redes sociais digitais, que por meio de seus algoritmos e suas estratégias de engajamento realizam uma mudança nas relações humanas e, claro, na educação. Esperamos então com este projeto esclarecer algumas questões neste aspecto, bem como construir soluções e buscar novos questionamentos acerca das plataformas de redes sociais digitais e a educação

 

PROJETO: PERSPECTIVAS INOVADORAS, HÍBRIDAS E ATIVAS NO CONTEXTO EDUCACIONAL PÓS-PANDÊMICO 2020

PROFESSORA RESPONSÁVEL: Luana Priscila Wunsch

Descrição: O presente Projeto de Pesquisa, parte integrante da linha “Formação de Professores” do Grupo “Educação a Distância”, do Programa de Mestrado e Doutorado Profissional em Educação e Novas Tecnologias busca respostas a um desafio que as instituições educacionais em âmbito global, sejam privadas ou públicas, enfrentam atualmente: analisar os contextos e efeitos que as especificidades da COVID-19 geraram e gerarão nos cenários sociais e educacionais a partir de março de 2020.

Em um contexto de isolamento social, e de urgente utilização das tecnologias de comunicação, dar-se-á destaque para a visão de que aquilo que o professor já sabia ou sabe é o que mais influencia o processo de inovação da sua prática, que agora é híbrida.

Nesta perspectiva, pensar em (novas) estratégias significativas e ativas, buscando condições para potencializar esse processo, serve como estímulo para os pesquisadores aqui inseridos.

 

GT 4 A EDUCAÇÃO E A CIDADE (EDUCIDADE).

 

Este grupo de pesquisa consiste em investigar a relação entre Cidade e Educação, abordando não apenas as questões que concernem à formação e atuação de professores e educadores da educação básica e superior, a inserção e utilização de novas TICs no processo de ensino-aprendizagem, os avanços teórico-metodológicos relacionados, mas também direcionando o olhar para questões como: o quê?, onde?, quem?, quando?, por quê?, para quem? e como essas transformações foram (e são) realizadas de forma a construir e desenvolver a cidade que queremos, privilegiando as relações entre sociedade e natureza, e espaço-tempo. Do ponto de vista teórico, e também prático-empírico, a cidade é entendida como espaço histórico, um produto social, resultado de diferentes contextos de produção, mas também uma cidade que assume o compromisso de educar e educar-se para além dos muros da Escola, envolvendo diferentes agentes (cidadãos, instituições, universidades, empresas, governos, entre outros) e dimensões analíticas (histórica, social, econômica, ambiental, jurídica, entre outras) na construção dos saberes, no fortalecimento do exercício do Direito à Cidade e da gestão democrática. Nessa perspectiva, as cidades são entendidas e abordadas como espaços que podem promover e exercer um papel educador na vida dos sujeitos; as tecnologias têm um papel importante na melhoria da qualidade de vida das pessoas que vivem nas cidades e a sustentabilidade permeia todas as dimensões da vida humana em sociedade.

 

 

PROJETO DE PESQUISA: A CIDADE COMO CURRÍCULO E A CIDADE COMO NEGÓCIO

PROFESSOR RESPONSÁVEL: Alceli Ribeiro Alves

Descrição: O objetivo deste projeto consiste em investigar e compreender os desafios e possibilidades que se apresentam na interpretação dos processos e dinâmicas envolvendo a produção do espaço urbano e suas implicações para a Cidade, a Educação e a Gestão. De um lado, apropriando-se da perspectiva da “cidade como currículo”, aborda-se a cidade como um espaço formativo que compõe à tríade interdependente dos espaços formais, não formais e informais de educação, contribuindo com um olhar distinto para a formação inicial e continuada de professores, a construção dos saberes, a formação integral das pessoas, privilegiando a relação sociedade-natureza, a construção da identidade com os lugares e o sentimento de pertença. De outro lado, a partir da perspectiva da “cidade como negócio”, resultado da construção humana que se materializa no espaço a partir das relações sociais, do trabalho e de uma variedade de outras dimensões (histórica, social, econômica, ambiental, jurídica, entre outras) que interferem na análise, o objetivo é compreender os fatores que contribuem para a produção do espaço urbano-regional e suas implicações para o Direito à Cidade, a Gestão e o Desenvolvimento Urbano Sustentável.

 

PROJETO DE PESQUISA: TEXERE:  MEMÓRIAS, SOCIEDADE, CULTURA E TECNOLOGIAS

PROFESSOR RESPONSÁVEL: André Luiz Moscaleski Cavazzani

Descrição: O projeto de pesquisa articula duas frentes de investigação interdependentes e interconectadas. A primeira delas busca compreender a formação dos professores de licenciatura, tendo como pano de fundo o caso das graduações na modalidade EAD. Os objetivos principais se relacionam à produção de conhecimento acerca do contexto educacional contemporâneo que, amparado nas novas tecnologias de comunicação, vive um crescimento inédito – tanto em número de alunos como, também, em número de ofertas – de cursos de licenciaturas. A condução das reflexões transita entre elementos pontuais e teórico-práticos variando desde a quantificação dos números produzidos nesse contexto (número e perfil de alunos atendidos, docentes envolvidos, etc.)  Até reflexões mais epistêmicas acerca dos saberes produzidos nestes contextos. Neste último caso, reflete-se especialmente acerca da formação oferecida aos alunos num contexto de crescente reivindicação e, ao mesmo tempo, questionamento da figura do acadêmico/professor como divulgador e, antes disso, mediador do conhecimento ao público leigo. Por fim, a segunda frente deste projeto, busca, justamente, refletir acerca dos processos de tessituras entre o saber acadêmico e o público leigo. O ângulo de ataque neste caso, presta especial atenção ao caso das memórias identitárias. Interessa-nos avaliar o estado da arte dos processos de construção, invenção, e reiteração de memórias de grupos migrantes, imigrantes e diaspóricos no Brasil, tendo como espaço de análise a rede mundial de computadores. Além disso, ainda abordando a temática das identidades, história e memória dos movimentos populacionais, nos propomos a pensar soluções técnicas (Blogs, wikis, aplicativos, etc…) capazes de gerar tessituras entre conhecimento acadêmico acerca deste tema e leigos que demandam informações memorialísticas sobre si, suas redes de solidariedade e grupos indenitários aos quais reivindicam pertinência.