A CORRELAÇÃO ENTRE OS HÁBITOS DE VIDA E O NÍVEL DE ESTRESSE DOS DOCENTES DE UMA ESCOLA PÚBLICA DE PALMITINHO/RS

Emerson Liomar Micaliski, Natalha Maria Cheffer

Resumo


RESUMO

O presente estudo teve como objetivo analisar os hábitos de vida dos professores de uma escola pública do município de Palmitinho (RS) e identificar o nível de estresse entre esses indivíduos. Foi realizada uma pesquisa de campo descritiva, de caráter transversal com dados qualitativos e quantitativos com docentes do ensino médio, a amostra foi constituída por 25 participantes de ambos os sexos, sendo 96% do sexo feminino. Foram aplicados dois questionários, referente aos hábitos de vida dos professores, visando identificar os fatores que mais influenciam a qualidade de vida destes e um questionário validado por Lipp (2000), o Inventário de Sintomas de Stress de Lipp – ISSL, que analisa e classifica os sintomas de estresse em níveis físicos e psicológicos, possibilitando ainda identificar a fase de estresse em que o indivíduo se encontra: alerta, resistência, quase exaustão e exaustão. Os resultados mostram que 44% dos professores apresentaram sintomas significativos e foram classificados nas fases do stress, houve 36% dos participantes na Fase de Resistência e 8% na Fase de Exaustão. Considerou-se um maior vínculo entre os profissionais da saúde e da educação, onde haja estímulo na adoção de hábitos de vida saudáveis, num processo de promoção da saúde no âmbito escolar.

 

Palavras-Chave: Professores. Qualidade de vida. Estresse.

 

 

ABSTRACT

 

The present study had as objective analyzes the habits of the teachers' life of a public school in the city of Palmitinho (RS) and to identify the stress level among those individuals. A descriptive field research was accomplished, with qualitative and quantitative data with high school teachers. The study was constituted by 25 participants of both sexes, being 96% female. They were applied two questionnaires, regarding the habits of the teachers' life, seeking to identify the factors that more influences the quality of life of these and a questionnaire validated by Lipp (2000), the Inventory of Symptoms of Stress of Lipp. ISSL, that analyzes and it classifies the stress symptoms in physical and psychological levels, still making possible to identify the stress phase in that the individual meets:  alerts, resistance, almost exhaustion and exhaustion. The results show that 44% of the teachers presented significant symptoms and they were classified in the phases of the stress, there were 36% of the participants in the Phase of Resistance and 8% in the Phase of Exhaustion. It was considered a larger bond among the professionals of the health and of the education, where there is incentive in the adoption of healthy life habits, in a process of promotion of the health in the school extent.

 

Word-key: Teachers. Life quality. Stress.

 


Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.