A imunocromatografia como teste de triagem no diagnóstico da malária no município de Curitiba

Marcya Regina Visinoni, João Luiz Coelho Ribas

Resumo


RESUMO

A malária é uma doença que tem cura e o tratamento é eficaz, simples e gratuito, mas pode evoluir para suas formas graves se não for diagnosticada e tratada de forma rápida e adequada. Dados da Organização Mundial da Saúde (OMS) mostram que seu impacto sobre as populações humanas continua aumentando. Ela ocorre em mais de 90 países, pondo em risco cerca de 40% da população mundial. Representa, ainda, risco elevado para viajantes e migrantes, com casos importados em áreas não-endêmica. A malária é causada por protozoários, que se multiplicam nos glóbulos vermelhos do sangue do homem. As espécies causadoras da malária humana são quatro: Plasmodium vivaxP. falciparumP. malariaeP. ovale. O diagnóstico laboratorial específico de rotina é realizado mediante demonstração de parasitos, através do método da gota espessa ou testes imunocromatográficos (testes rápidos) em áreas de baixa endemicidade ou difícil acesso. O Laboratório Municipal de Curitiba (LMC) recebe amostras coletadas em três Unidades de Pronto Atendimento da cidade, onde pacientes com suspeita de malária coletam material para teste rápido e gota espessa e, se necessário, recebem a medicação antimalárica. A gota espessa é encaminhada ao LMC que realiza a leitura destas lâminas liberando laudos com a espécie de plasmódio encontrada. Este estudo objetiva conhecer o perfil epidemiológico da malária na rede pública de Curitiba, analisando dados disponibilizados pelo LMC, relativo ao período de 01/12/2005 à 31/12/2013. No período considerado para este estudo, foram avaliadas 824 amostras com solicitação de pesquisa de malária: 480 foram de diagnóstico e 344 foram lâminas de verificação de cura para controle de tratamento. Das 198 amostras com resultados positivos no diagnóstico, as infecções por P. vivax totalizaram 78,8%, por P. falciparum 19,7% e infecções mistas por ambos foram 1,51%. O número de pessoas do sexo masculino que realizaram lâminas para malária somou 77,7% do total. A avaliação dos resultados observados do teste rápido (imunocromatografia) quando comparado com a gota espessa (padrão ouro) resultaram em uma concordância de 98,96%.

Palavras-chave: Malária. Diagnóstico. Gota espessa. Imunocromatografia. Laboratório Municipal de Curitiba.

 

 

 

 

ABSTRACT

Malaria is a disease that has cure and its treatment is effective, simple and free, but it may progress to its severe forms if not diagnosed and treated quickly and appropriately. Data from the World Health Organization (WHO) show that their impact on human populations continue to increase. It occurs in more than 90 countries, endangering about 40% of world population. It also represents high risk for travelers and migrants, with cases imported into non-endemic areas. Malaria is caused by protozoa, which multiply in human red blood cells. The species that cause human malaria are four: Plasmodium vivax, P. falciparum, P. malariae and P. ovale. The routine specific laboratory diagnosis is made by the demonstration of parasites, through the method of thick blood tests or immunochromatographic (rapid tests) in areas of low endemicity or areas of hard access. Curitiba's Municipal Laboratory (CML) receives samples collected at three Emergency Rooms of Curitiba where patients suspected of having malaria provide material for rapid testing and thick smear and, if necessary, receive the antimalarial medication. The thick blood smear is sent to the CML that examines these blades releasing reports to the species of Plasmodium found. The following study aimed to evaluate the epidemiology of malaria at Curitiba’s health centers, analyzing the data provided by LMC, from 12/01/2005 to 12/31/2013. During such period, 824 samples were evaluated with malaria search request: 480 were of diagnostics and 344 were of diagnostic check curing blades for treatment control. From the 198 samples with positive results in the diagnosis, 78.8% were of P. vivax, 19.7% of P. falciparum and 1.51% by both. Considering all blades analyzed for malaria 77.7% was provided by males. When comparing rapid test results (immunochromatography) to thick films (gold standard) there was a 98.96% of concordance.

Key words: Malaria. Diagnosis. Thick smear. Immunochromatography.   Curitiba's Municipal Laboratory.


Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.