Corpos protéticos e corpos remodelados: elementos da cibercultura em anúncios publicitários de moda feminina na revista Elle

Adriana Tulio Baggio

Resumo


Sendo a cibercultura a cultura dominante da nossa sociedade pós-massiva, é razoável supor que seus elementos influenciem os produtos desta cultura, mesmo os não-massivos, como a publicidade de moda veiculada em revistas. Partindo desta premissa, este trabalho busca verificar a presença de aspectos da cibercultura em anúncios de marcas de vestuário feminino veiculados na revista Elle, especialmente as concepções de corpo protético e remodelado. A análise revela a presença destas concepções nos anúncios, ainda que algumas sejam mais sutis, devido à necessidade de aceitação dos anúncios e dos produtos pelas consumidoras.

 

Considering cyberculture as dominant in our post-massive society, it is reasonable to assume that its elements influence the products of this culture, even the non-massive ones, like fashion ads in women's magazines. Starting from this premise, this paper seeks to verify the presence of aspects of cyberculture in women's clothing branding ads in Elle magazine, especially the concepts of prosthetic and remolded bodies. The analysis reveals the presence of these conceptions in ads, although some of them are more subtle, due to the need for acceptance of ads and products by consumers. The work is especially based on the cyberculture concepts of André Lemos (2008) and aspects of the post-human body of Lucia Santaella (2003) and Cristiane Mesquita (2004).

 



Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado sob uma Licença Creative Commons Attribution 3.0 .