Avaliação da aprendizagem escolar: contexto histórico e suas pesquisas

Veronica Cunha Barcellos, Daniele Borges, Gionara Tauchen

Resumo


RESUMO:

Os estudos acerca da avaliação da aprendizagem têm contemplado diversos aspectos e fatores que incidem na atividade docente. Objetivando investigar e compreender os elementos associados à questão da avaliação praticada na escola, examinamos a produção científica relacionada à base de dados do SciELO sobre a produção acadêmica na Educação Básica sobre avaliação da aprendizagem, manuseando como procedimento metodológico o estudo do Estado da Arte. Foram utilizados como descritores: Avaliação da Aprendizagem, Avaliação Educacional, Avaliação Mediadora. Essa abordagem permite compreender quais são os entendimentos mais reincidentes sobre avaliação da aprendizagem em relação à aprendizagem do aluno, pois esta potencializa a compreensão do problema não pela via da fragmentação, mas da reintegração dos saberes. Desse modo, com base nessa pesquisa o conjunto de trabalhos analisados nos possibilitou um olhar mais observador e diversificado com relação à avaliação como um campo abrangente divididas em subáreas (GATTI, 200) com características diferenciadas, como a avaliação: escolar, institucional, da aprendizagem e mediadora, levantando questões sobre os objetivos da prática avaliativa e docente que fazem parte da ação pedagógica. A, alcançamos uma visão complexa da avaliação da aprendizagem, institucional e educacional, na interação da avaliação com os sujeitos do processo avaliativo.

Palavras-chave: Avaliação da aprendizagem. Estado da Arte. Professor.

ABSTRACT:

The studies about the learning assessment have consideredtemplated several aspects and factors that affect in the teaching activity. Aiming to investigate and understand the elements associated with the assessmentevaluation practiced inat schools, the authorswe examined the scientific production related to the SciELO database on Basic Education the learning assessment by studying the State of Art as evaluation of learning, handling as a methodological procedure the study of the State of Art. The descriptors used were Learning Assessment, Educational Assessment and Mediator Assessment. Such approach allows the understanding of what are the most common learning assessment aspects when it comes to students’ learning. It helps understanding the issue not through fragmentation but by reintegrating knowledge. Thus, the following study, based on the set of papers analyzed, made possible a more detailed and broaden point of view, which considers assessing as a comprehensive aspect divided in subareas (GATTI, 200). They have specific characteristics like school, institutional, learning and mediator assessment. It raises issues regarding the objectives of teacher and practice assessment. It all shows a complex view of educational, institutional and learning assessment within the interaction of assessment along with the assessment process subjects.This analysis allows to analyze the assessment of learning in relation to student learning, since it enhances the understanding of the problem not through fragmentation but through the reintegration of knowledge. In other words, it approaches to a complex view of the institutional and educational learning assessment in the interaction of evaluation with the subjects of the evaluation process.

 

Keywords: Evaluation of Learning. Student. Teacher

 

RESUMEN:

Los estudios sobre la evaluación del aprendizaje han contemplado diversos aspectos y factores que inciden en la actividad docente. Con el objetivo de investigar y comprender los elementos asociados a la cuestión de la evaluación practicada en la escuela, examinamos la producción científica relacionada a la base de datos del SciELO sobre la evaluación del aprendizaje, manejando como procedimiento metodológico el estudio del Estado del Arte. Este análisis permite analizar la evaluación del aprendizaje en relación al aprendizaje del alumno, pues ésta desarolladesarrolla la comprensión del problema no por la vía de la fragmentación, sino de la reintegración de los saberes. Es decir que, se aproxima a una visión compleja de la evaluación del aprendizaje, institucional y educacional, en la interacción de la evaluación con los sujetos del proceso evaluativo.

 

Palabras-clave: Eevaluación del aprendizaje.; Alumno.; Profesor.

 



DOI: http://dx.doi.org/10.22169/revint.v14i31.1459

Referências


ÂNGULO, Felix R. O planejamento da qualificação da escola: o leigo graal da mudança educacional. In: MURILLO, F.J.; REPISO, M. M et AL. A qualificação da escola. Um novo enfoque. Porto Alegre: Artmed, 2007.

BARDIN, Laurence. Análise de conteúdo. Lisboa: Edições 70, 1977.

BRASIL. Congresso Nacional. Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional -9394/96, de 20 de dezembro de 1996.

CHUEIRI, M. S. F. Concepções sobre avaliação escolar. Estudos em Avaliação Educacional, v. 19, p. 49 -64, 2008.

FERREIRA, N. S. A. As pesquisas denominadas “Estado da Arte”. Educação e

Sociedade, Campinas, SP, v. 23, n. 79, 2002.

FREIRE, Paulo. Pedagogia da autonomia: saberes necessários à pratica

educativa. São Paulo: Paz e Terra, 1996.

GATTI, B. Avaliação educacional no Brasil: pontuando uma história de ações Eccos Revista Científica, vol. 4, núm. 1, junho, 2002. Disponível em:

HAYDT, R. C. Avaliação do processo ensino-aprendizagem. 6ª ed. São Paulo. Editora Ática, 2002.

HOFFMANN, Jussara. Avaliação mediadora: uma prática em construção da pré – escola à universidade. 21ª Ed. Porto Alegre: Mediação, 1993.

_________, Jussara. Avaliar para promover: as setas do caminho. Porto Alegre: Mediação, 2001.

______, Jussara. Avaliação - mito e desafio: uma perspectiva construtivista. 41°ed. Porto Alegre: Educação e Realidade, 2003.

______. Avaliação mediadora: uma prática em construção da pré- escola à universidade. 26°ed. Porto Alegre: Mediação, 2006.

LIBÂNEO, José Carlos. Didática. 13 Ed. São Paulo: Cortez, 1994.

LUCKESI, C. C. Avaliação da aprendizagem escolar. 8ª ed. São Paulo: editora Cortez, 1998.

______. Avaliação da aprendizagem escolar: estudos e proposições. 15ª ed. São Paulo: Cortez, 2003.

______. Avaliação da aprendizagem na escola: reelaborando conceitos e recriando a prática. 2°ed. Salvador: Malabares: 2005.

______. Cipriano Carlos. Prática escolar: do erro como fonte de castigo ao erro como fonte de virtude. In: LUCKESI, Cipriano Carlos. Avaliação da aprendizagem escolar: estudos e proposições. 22. Ed. São Paulo: Cortez, 2011.

LÜDKE, Menga; ANDRÉ, Marli. Pesquisa em Educação: Abordagens Qualitativas. São Paulo: E.P.U., 1986.

NETO, A L. G. C.; AQUINO, J. de L. F. A avaliação da aprendizagem como um ato

amoroso: o que o professor pratica? Educação em Revista, vol. 25, nº 2, p. 1-13, Belo Horizonte, 2009.

PENIN, Sonia. Repetência escolar: há ganhos? – IESDE. Curitiba – Paraná. 2001.

PERRENOUD, Philippe. A construção do êxito e fracasso escolar. Madrit. Editora Morata, 1993.

RABELO, Mauro Luiz, SOARES, Pollianna Galvão. Como avaliar? Matriz de referência para a construção de instrumentos de avaliação. Pesquisa & Avaliação: Revista do professor Avalie 2009, Brasília, p. 12-21, 2011.

___________, P. Avaliação: da excelência à regulação das aprendizagens - entre duas lógicas. Porto Alegre: Artes Médicas, 1999

SORDI, M. R. L. de.; LUDKE, M. Da avaliação da Aprendizagem à avaliação institucional: aprendizagens necessárias. Revista da Avaliação da Educação Superior, Campinas, v.14, nº 2, p. 1-17, julho de 2009.

TARDIF, M.; LESSARD, C.; GAUTHIER, C. Formação dos professores e contextos sociais. Porto: Rés, 2001.

TENTI FANFANI, E. Introdución: Mirar a escuela desde afuera. In TENTI FANFANI, E. (comp.). Nuevos temas em la agenda de política educativa. Buenos Aires: Siglo XXI Editores Argentina, 2008. p. 11-26.

VILLAS BOAS, Benigna Maria de Freitas. Portifólio, Avaliação e Trabaho Pedagógico. Campinas: Papirus, 2006.

VILLAS BOAS, Benigna Maria de F. (org.) Virando a escola do avesso por meio da avaliação. 2ª ed. Campinas: Papirus, 2009 (Coleção Magistério: Formação e Trabalho Pedagógico).

ZAMBONE, Gisele. O processo de avaliação nas aulas de Geografia. Revista Brasileira de educação em Geografia, Campinas, v. 2, n. 4, p. 129-149, jul./dez., 2012.


Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Revista Intersaberes - ISSN 1809-7286

PREFIXO DOI: 10.22169