Estudo da qualidade de vida no trabalho de professores do ensino superior

Ivana de França Garcia, Vera Lucia Pereira dos Santos, Izabelle Cristina Garcia Rodrigues, João Luiz Coelho Ribas, Ivana Maria Saes Busato, Rodrigo Berté

Resumo


RESUMO

O bem-estar dos profissionais está diretamente relacionado à qualidade de vida e isso engloba as questões emocionais, sociais, físicas e psicológicas associadas ao local de trabalho. No âmbito educacional essa prática é mais difícil para se implementar, visto que muitas vezes os professores estão vinculados a várias instituições de ensino ou fazem dupla jornada, acarretando cansaço e estresse. O estudo em questão tem como objetivo analisar a qualidade de vida no trabalho dos professores de ensino superior. Foi utilizada metodologia de estudo de campo transversal e observacional, por meio da aplicação do questionário, homologado pela Organização Mundial da Saúde, WHOQOL-bref (The World Health Organization Quality of Life) que contém vinte e seis perguntas, das quais foram selecionadas cinco questões relevantes para o presente estudo (qualidade de vida, segurança pessoal, questões financeiras, relacionamentos interpessoais e sentimentos negativos). Esse questionário foi direcionado aos professores de ensino superior da cidade de Curitiba, PR, que atuam em diferentes modalidades de ensino. Responderam o questionário 109 professores. Os resultados mostram que os professores estudados estão satisfeitos com sua qualidade de vida (73%, boa e muito boa), corroborado por demais respostas. Por meio da análise estatística Qui-quadrado foi possível concluir que a segurança pessoal, questões financeiras, relacionamentos interpessoais e sentimentos negativos tem impacto positivo na qualidade de vida de professores de nível superior e que os professores entrevistados estão satisfeitos com sua qualidade de vida.

 

Palavras-Chave: Qualidade de vida. Professor Universitário. Modalidade de ensino.

ABSTRACT

The professionals’ well-being is directly related to the quality of life and .this encompasses emotional, social, physical and psychological issues associated with the workplace. In the educational scope, this practice is harder to implement, because the professors are linked to various education institutions or they works two shifts, leading tiredness and stress. The objective of this study is to analyze the quality of life in the higher education professors’ work. The methodology used was cross-sectional and observational study, by means of applying a questionnaire, homologated by World Health Organization, the WHOQOL-bref (The World Health Organization Quality of Life) which contains twenty-six questions, which five important questions of were selected to this study (Quality of life, personal safety, financial issues, interpersonal relationships and negative feelings). This questionnaire was focused on the higher education professors of Curitiba, Paraná, which works with different education areas. One hundred and nine professors responded to the questionnaire. The results show that the professors studied are satisfied with their quality of life (73%, good and very good), corroborated by others answers. Through the statistical analysis, performed using chi-square, it has been possible to conclude that the personal safety, financial issues, interpersonal relationships and negative feelings have a positive impact on the higher education professors’ quality of life and the professors interviewed are satisfied with their quality of life.

 

Keywords: Quality of life. University professor. Teaching method

RESUMEN

El bienestar de los profesionales está directamente relacionado a la calidad de vida y eso engloba las cuestiones emocionales, sociales, físicas y psicológicas asociadas al lugar de trabajo. En el ámbito educativo esta práctica es más difícil para implementar, ya que muchas veces los profesores están vinculados a varias instituciones de enseñanza o hacen doble jornada, acarreando cansancio y estrés. El estudio en cuestión tiene como objetivo analizar la calidad de vida en el trabajo de los profesores de enseñanza superior. Se utilizó metodología de estudio de campo transversal y observacional, por medio de la aplicación del cuestionario, homologado por la Organización Mundial de la Salud, WHOQOL-bref (The World Health Organization Quality of Life) que contiene veintiséis preguntas, de las cuales se seleccionaron cinco cuestiones relevantes para el presente estudio (calidad de vida, seguridad personal, cuestiones financieras, relaciones interpersonales y sentimientos negativos). Este cuestionario fue dirigido a los profesores de enseñanza superior de la ciudad de Curitiba, PR, que actúan en diferentes modalidades de enseñanza. Respondieron el cuestionario 109 profesores. Los resultados muestran que los profesores estudiados están satisfechos con su calidad de vida (73%, buena y muy buena), corroborado por otras respuestas. Por medio del análisis estadístico Chi-cuadrado fue posible concluir que la seguridad personal, cuestiones financieras, relaciones interpersonales y sentimientos negativos tiene impacto positivo en la calidad de vida de profesores de nivel superior y que los profesores entrevistados están satisfechos con su calidad de vida.

 

Palabras clave: Calidad de vida. Profesor universitario. Modalidad de enseñanza.

 

 



DOI: http://dx.doi.org/10.22169/revint.v14i31.1419

Referências


ALVES, E.F. Programas e ações em qualidade de vida no trabalho. Revista INTERFACEHS, v.6, n.1, p. 60-78, 2011.

BRASIL. Ministério do Meio Ambiente. Qualidade de Vida no Ambiente de Trabalho. Disponível em: < http://www.mma.gov.br/responsabilidade-socioambiental/a3p/eixos-tematicos/qualidade-de-vida-no-ambiente-de-trabalho >. Acesso em: 15 jul. 2017.

FERREIRA, T.K.M.; TODESCAT, M.; WEINZIERL, G. Qualidade de Vida no Trabalho: um desafio a ser perseguido. In: CONGRESSO VIRTUAL BRASILEIRO DE ADMINISTRAÇÃO, 7, 2010. Anais eletrônicos... 2010. Disponível em: < http://www.convibra.com.br/upload/paper/adm/adm_1355.pdf >. Acesso em: 10 jun. 2017.

FREITAS, V.S.; LEITE, N.R.P. O Processo de Trabalho em Grupo: um Estudo de Caso em uma Organização Cooperativa. In: IX SEMEAD, 2006.disponível em: . Acesso em 18 jun. 2018.

GIMENES, A.M.; BECHARA, M.T.; AVILA, R.N.P.; LAITANO, A. Qualidade de vida no ambiente de trabalho: fatores decisivos no desempenho organizacional de uma empresa. Disponível em: https://www.inesul.edu.br/revista/arquivos/arq-idvol_33_1426201786.pdf >. Acesso em: 15 jul. 2017.

GLOBO. Polícia investiga briga entre aluno e professora em universidade no Rio. 2011. Disponível em: < http://g1.globo.com/rio-de-janeiro/noticia/2011/05/policia-investiga-briga-entre-aluno-e-professora-em-universidade-no-rio.html > Acesso em: 10 jun. 2017

HALLES , C.R.; SOKOLOWSKI, R.; HILGEMBERG, E.M. O planejamento financeiro como instrumento de qualidade de vida. Disponível em: < http://www.escoladegestao.pr.gov.br/arquivos/File/anais/painel_gestao_orcamentaria_financeira_e_recursos_humanos/o_planejamento.pdf >. Acesso em: 13 jun. 2017.

KLUTHCOVSKYI, A.C.G.C.; KLUTHCOVSKYII, F.A. WHOQOL-bref, an instrument for quality of life assessment: a systematic review. Disponível em: < http://www.scielo.br/pdf/rprs/v31n3s0/v31n3a07s1.pdf >. Acesso em: 12 jun. 2017.

MORETTI, S.; TREICHEL, A. Qualidade de vida no trabalho x auto realização humana. Disponível em: < http://www.posuniasselvi.com.br/artigos/rev03-12.pdf >. Acesso em: 15 jul. 17.

OLIVEIRA FILHO, A.; NETTO-OLIVEIRA, E.R.; OLIVEIRA, A.A.B. Qualidade de vida e fatores de risco de professores. Revista de Educação Físicica, v. 23, n. 1, p. 57-67, 2012.

REIS, B.M. Trabalho docente e qualidade de vida. Revista Encontro de Pesquisa em Educação, v. 1, n.1, p. 37-48, 2013.

SANTOS, F.G. Planejamento financeiro e qualidade de vida: uma pesquisa Survey com estudantes de ciências contábeis da UFSC. 2012. 48 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Contábeis) – Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2012.

SILVA, A.O. Reflexões Sobre a Intolerância. Revista Espaço Acadêmico, n. 37, ano IV, 2004.

SILVA, D.M.; NUNES, L.A.; ARAGÃO, N.A.; JUCHEM, D.M. A importância do relacionamento interpessoal no contexto organizacional. Disponível em: < http://www.convibra.org/2008/artigos/289_0.pdf >. Acesso em: 10 jun. 2017.


Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Revista Intersaberes - ISSN 1809-7286

PREFIXO DOI: 10.22169