O estágio supervisionado em filosofia como experiência filosófica e criação conceitual

Fábio Antonio Gabriel, Ana Lúcia Pereira, Antonio Carlos de Souza

Resumo


O presente artigo tem como objetivo investigar teoricamente o ensino de Filosofia na licenciatura em Filosofia e o estágio supervisionado como experiência filosófica e criação conceitual. Explicita-se o trabalho mediante questionamento a respeito da maneira como são formados os futuros professores de Filosofia e, em tal contexto, questiona-se se os licenciados vivenciam uma experiência filosófica como criação conceitual. Nesse sentido, a questão central da pesquisa formula-se do seguinte modo: Em que medida o ensino de Filosofia na licenciatura e o estágio supervisionado possibilitam que o graduando tenha uma experiência filosófica e vivencie uma criação conceitual que lhe permita experimentar o desafio de ser um professor filósofo? O artigo aponta a necessidade de entender o estágio supervisionado não como um momento burocrático da licenciatura, mas como um momento de formação do futuro professor de Filosofia.

Palavras-chave: Formação de professores de Filosofia. Estágio supervisionado. Ensino de Filosofia.

 

 

 

 

 

ABSTRACT

The present paper aims to investigate, theoretically, Philosophy teaching within Philosophy programs and the supervised teaching internship as a philosophical experience and a conceptual creation. The study questions the way in which future Philosophy teachers are educated and, consequently, if students live a philosophical experience as a conceptual creation. Therefore, the main question of the study is as follows: To what extent Philosophy teaching within Philosophy programs and the supervised internship allow undergraduate students to have a philosophical experience and to undergo a conceptual creation that allows them to have the challenge of being a philosophical teacher. The paper points out the need to understand the supervised teaching internship not as a bureaucratic moment of the program, but as a moment of education of the future Philosophy teacher.

Keywords: Philosophy teacher education. Supervised internship. Philosophy teaching.

 

RESUMEN

En el presente artículo se tiene como objetivo investigar teóricamente la enseñanza de Filosofía en la licenciatura en Filosofía y la pasantía supervisada como experiencia filosófica y creación conceptual. Se explicita el trabajo mediante cuestionamiento acerca de la forma en que se forman los futuros profesores de Filosofía y, en tal contexto, se cuestiona si los licenciandos viven una experiencia filosófica como creación conceptual. En ese sentido, el tema central de la investigación se formula de la siguiente manera: ¿En qué medida la enseñanza de Filosofía en la licenciatura y la pasantía supervisada posibilitan que el futuro graduado tenga una experiencia filosófica y experimente una creación conceptual que le permita vivir el desafío de ser profesor filósofo? En el artículo se apunta la necesidad de entender la pasantía supervisada no como un momento burocrático de la licenciatura, sino como un momento de formación del futuro profesor de Filosofía.

 

Palabras clave: Formación de profesores de Filosofía. Pasantía supervisada. Enseñanza de Filosofía.

 


DOI: http://dx.doi.org/10.22169/revint.v12i27.1281

Referências


ARAUJO, Raimundo Dutra. O acompanhamento do Estágio Supervisionado na formação docente. Curitiba: CRV, 2016.

ASPIS, Renata Pereira Lima. O professor de Filosofia: o ensino de Filosofia no Ensino Médio como experiência filosófica. Cadernos Cedes, Campinas, v. 24, n. 64, p. 305-320, set./dez. 2004.

BACCON, Ana Lúcia Pereira. O professor como um lugar: um modelo para análise da regência de classe. 2005. 164 f. Dissertação (Mestrado em Ensino de Ciências e Educação Matemática) - Universidade Estadual de Londrina, Londrina, 2005.

BACCON, Ana Lúcia Pereira; ARRUDA, Sérgio de Mello. Os saberes docentes na formação inicial do professor de física: elaborando sentidos para o estágio supervisionado. Ciência & Educação, Bauru, v. 16, n. 3, p. 507-524, 2010.

CARRILHO, Manuel Maria. Razão e transmissão da Filosofia. Lisboa: Imprensa Nacional Casa da Moeda, 1987.

CERLETTI, Alejandro. O ensino de Filosofia como problema filosófico. Belo Horizonte: Autêntica, 2009.

D’ÁVILA, Cristina Maria; ABREU, Roberta Melo de A. Estágio curricular supervisionado na formação de professores e pedagogos. Curitiba: CRV, 2014.

DELEUZE, Gilles; GUATTARI, Félix. O que é a filosofia? 3. ed. São Paulo: Editora 34, 2010.

GABRIEL, Fábio Antonio. A aula de Filosofia enquanto experiência filosófica: possibilitar ao estudante de Filosofia “criar conceitos” e ou “avaliar o ‘valor’ dos valores”. 2015. 191 f. Dissertação (Mestrado em Educação) - Universidade Estadual de Ponta Grossa, Ponta Grossa, 2015.

GELAMO, Rodrigo Pelloso. O problema da experiência no ensino de filosofia. Educação & Realidade, Porto Alegre, v. 31, n. 2, p. 9-26, jul./dez. 2006.

GONTIJO, Pedro. Formação inicial de professores de filosofia: mapeando um campo de investigação. In: TOMAZETTI, Elisete Medianeira. (Org.). Ensino de filosofia, problematizações e perspectivas. Curitiba: APPRIS, 2015. p. 117-145.

HELLER, Agnes. A filosofia radical. Tradução Carlos Nelson Coutinho. São Paulo: Brasiliense, 1983.

HEUSER, Ester Maria Dreher. Muros do estágio e da formação de professores de filosofia. Saberes, Natal, v. 2, n. 5, p. 18-28, ago. 2010.

HORN, Geraldo Balduíno; MENDES, Ademir Aparecido Pinhelli. Ensino de Filosofia: método e recepção filosófica em Agnes Heller. Educar em Revista, Curitiba, n. 62, p. 279-293, out./dez. 2016.

LOPES, Silmara Aparecida. O ensino de Filosofia por meio da experiência filosófica. Crítica Educativa, Sorocaba, v. 2, n. 2, p. 295-310, jul./dez. 2016.

MACHADO, R. Deleuze e a filosofia. Rio de Janeiro: Graal, 1990.

MEDEIROS, Lilian de. Estado da arte das teses e dissertações sobre estágio supervisionado: as tendências dos estudos de estágio supervisionado. Curitiba: CRV, 2016.

MELO, Geovana. Estágio na formação inicial de professores: aguçando o olhar, desenvolvendo a escuta sensível. In: SILVA, Lázara Cristina; MIRANDA, Maria Irene. (Orgs.). Estágio Supervisionado e prática de ensino: desafios e possibilidades. Araraquara: Junqueira & Marin, 2014. p. 1-34.

NIETZSCHE, Friedrich. Obras incompletas. Seleção de textos de Gérard Lebrun. Tradução e notas de Rubens Rodrigues Torres Filho, posfácio de Antônio Cândido. São Paulo: Nova Cultural, 1999.

PIMENTA, Selma Garrido; LIMA, Maria Socorro Lucena. Estágio e docência. São Paulo: Cortez, 2012.

SACRISTÁN, José Gimeno. Por que nos importamos com a educação do futuro? In: JARAUTA, Beatriz; IMBERNÓN, Francisco. Pensando no futuro da educação: uma nova escola para o século XXII. Porto Alegre: Penso, 2015. p. 11-19.

TOMAZETTI, Elisete Medianeira; MORAES, Simone Becher Araujo. Formação do Professor de filosofia: entre o saber e o fazer. Eventos Pedagógicos, Sinop, v. 7, n. 2, p. 744-758, jun./jul. 2016.


Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Revista Intersaberes - ISSN 1809-7286