O ser-com-os-outros e o conceito de alteridade: uma reflexão de complementaridade

Rogerio Cristiano Franzini, Lucília M.G.A. Bonfim

Resumo


RESUMO

Este trabalho procura refletir na ótica da complementaridade as relações humanas, a partir dos conceitos de ser-com-os-outros do europeu Martin Heidegger e, do conceito de alteridade, peculiar da filosofia latino-americana de Enrique Dussel. A preocupação central está pautada no viés ético contemporâneo, onde as distopias e consequente fragmentação das relações humanas compõem o cenário. Direitos humanos, dignidade da pessoa humana e o bem comum, são assuntos caros e que merecem atenção, imbricados necessariamente na reflexão filosófica, para despontar uma possibilidade de rota que não seja de colisão, em tempos de globalização e de fragmentação das relações humanas.

Palavras-chave: Ética. Moral. Filosofia. Humanidades.

ABSTRACT

The following paper tries to reflect on human relationship under the complementarity perspective focusing on Martin Heidegger being-with-others concepts along with the alterity concept, which is present within the Latin American Enrique Dussel’s philosophy. The main concern is based on a contemporary ethical bias where the scenario is built out of dystopias and consequently of human relations fragmentation. Human rights, human dignity and the common good are paramount topics and deserve consideration as they are closely connected to the philosophical thinking. They offer an alternative point of view other than the confrontation in a world of globalization and human relation fragmentation.

Keywords: Ethics. Moral. Philosophy. Humanities.

Texto completo:

PDF

Referências


AGOSTINI, N.; MANZINI, R. Moral Fundamental. Batatais: Claretiano, 2014.

BACON, Francis. Ensaios de Francis Bacon. Tradução: Alan Niel Ditchfield. São Paulo: Folha de S. Paulo, 2015.

BASTOS, J. Filosofia da Religião. Batatais: Claretiano, 2013.

CARLI. R. Antropologia filosófica. Curitiba: InterSaberes, 2012.

CARVALHO, A. P. de. A Filosofia Contemporânea Ocidental. São Paulo: Editora Herder, 1962.

CONCÍLIO VATICANO II. Compêndio do Vaticano II: constituições, decretos, declarações. Petrópolis: Editora Vozes, 1968.

DESCARTES, René. Meditações Metafísicas. Tradução: Maria Ermantina de A. P. Galvão. São Paulo: Folha de S. Paulo, 2015.

DELORS, J. Relatório para a UNESCO da Comissão Internacional sobre Educação para o Século XXI. Disponível em: Acesso em: 01 ago. 2017

DOMEZI, M. C. História das Religiões. Batatais: Claretiano, 2013.

DUSSEL, E. 1942 – O encobrimento do outro: A origem do mito da modernidade. Petrópolis: Vozes, 1993.

_______. Ética Comunitária. Petrópolis: Vozes, 1986.

_______. Para uma ética da libertação latino-americana III: erótica e pedagógica.

São Paulo: Loyola, 1977.

_______. Paulo de Tarso na filosofia política atual e outros ensaios. São Paulo: Paulus, 2016.

FOUCAULT. M. Gênese e estrutura da antropologia de Kant; e, A ordem do discurso. Tradução: Márcio A. da Fonseca; Salma T. Muchail e Laura F. de A. Sampaio. São Paulo. Folha de S. Paulo, 2015.

FRANKL, V. E. Em busca de Sentido. Petrópolis: Editora Vozes, 2015.

GIL, Antonio Carlos. Como elaborar projetos de pesquisa. São Paulo: Atlas, 1991.

GRATELOUP, L. L. Dicionário filosófico de citações. Tradução: Marina Appenzeller. São Paulo. Folha de S. Paulo, 2015.

HEIDEGGER, M. Os Pensadores: Conferências e Escritos Filosóficos. São Paulo: Nova Cultural, 1999.

HEIDEGGER, M. Ser e Tempo (Parte I). Tradução de Márcia Sá Cavalcante Schuback. Petrópolis: Editora Vozes, 2005.

______ Ser e Tempo (Parte II). Tradução de Márcia Sá Cavalcante Schuback Petrópolis: Editora Vozes, 2005.

HEERDT, L. M. Construindo Ética e Cidadania todos os dias. Florianópolis: Editora Sophos, 2000.

JASPERS, K. Introdução ao pensamento filosófico. São Paulo: Contrix, 1986.

KANT, I. Crítica da Razão Prática. Tradução: Valério Rohden. São Paulo: Folha de S. Paulo, 2015.

KANT, I. A Metafísica dos Costumes. Tradução: Edson Bini. São Paulo: Folha de S. Paulo, 2010.

KÜNG, H.; SCHINDT, H. Uma ética mundial e responsabilidades globais: Duas Declarações. São Paulo: Edições Loyola, 2001.

LEVINAS, E. Totalidade e Infinito. Traduzido por José Pinto Ribeiro. Lisboa, Portugal: Edições 70, 2000.

MARCONDES, D. Textos Básicos de Ética de Platão a Foucault. Rio de Janeiro: Zahar, 2009.

MARIETTI. A. K. A Ética. Tradução de Constança Marcondes Cesar. Campinas: Papirus, 1989.

NOVAES, A. (Org.). Ética. São Paulo: Companhia das Letras: Secretaria Municipal de Cultura, 1992.

NUNES, B. A Filosofia Contemporânea: Trajetos Iniciais. São Paulo: Editora Ática, 1991.

PAPA FRANCISCO. Carta Encíclica “Laudato Si” Sobre o Cuidado da Casa Comum. Disponível em:

. Acesso em: 02 ago. 2016.

PONTIFÍCIO CONSELHO “JUSTIÇA E PAZ”. Compêndio da Doutrina Social da Igreja. São Paulo: Paulinas, 2011.

ROSA, L. C. D. A alteridade e a relação pedagógica no pensamento de Enrique Dussel. Disponível em:

Acesso em: 04 ago. 2016.

RUSS, J. Pensamento Ético Contemporâneo. Tradução de Constança Marcondes Cesar. São Paulo: Paulus, 1999.

SIMÕES, M. C. Os Caminhos da reflexão metafísica: fundamentação e crítica. Curitiba: Intersaberes, 2015.

SITE. Por dentro da África. Ubuntu: a filosofia africana que nutre o conceito de humanidade em sua essência. Disponível em: Acesso em: 29 jul. 2017.

SOFFIATTI, E. S. C. Igreja Católica, Política e Pio XII: O Estado Democrático. Jundiaí: Paco Editorial, 2012.

SOUZA, R. et al. (Orgs.). Alteridade e Ética: Obra comemorativa dos 100 anos de nascimento de Emmanuel Lévinas. Porto Alegre: EdiPUCRS, 2008.

VIGIL, J. M. Teologia do Pluralismo Religioso: para uma releitura pluralista do cristianismo. São Paulo: Paulus, 2006.

VOLTAIRE. Tratado sobre a Tolerância. Tradução: Paulo Neves. São Paulo: Folha de S. Paulo, 2015.




Direitos autorais 2019 Caderno Intersaberes