FIES

Estude agora e tenha muito mais tempo para pagar.

Com o Financiamento Estudantil do MEC você financia até 100% do curso com taxas bem menores que as praticadas pelo mercado e paga só depois de ser formar, com o prazo de até três vezes o tempo de duração do curso. Podem participar do FIES.

  • Estudante que não tenha concluído curso superior;
  • Estudante que tenha participado do Exame Nacional do Ensino Médio- Enem a partir da edição de 2010 e obtido média aritmética das notas nas provas igual ou superior a quatrocentos e cinquenta pontos e nota na redação superior a zero;
  • Renda familiar mensal bruta per capita de até três salários mínimos;
  • Obrigatório ter participado do ENEM;
  • Válido somente para os cursos de graduação presencial em Curitiba.

As inscrições para participação do processo seletivo do Fies referente ao primeiro semestre de 2017 serão efetuadas exclusivamente pela internet, por meio do endereço eletrônico http://fiesselecao.mec.gov.br.

O endereço eletrônico de que trata o caput ficará disponível para inscrição dos estudantes em período especificado no Edital SESu.

Ao se inscrever no processo seletivo do Fies de que trata esta Portaria, o estudante deverá informar o seu número no Cadastro de Pessoa Física - CPF e prestar todas as informações solicitadas pelo FiesSeleção. O resultado do processo seletivo de que trata esta Portaria será divulgado em uma única chamada pelo MEC em data estabelecida no Edital SESu, observado o limite de vagas ofertadas por curso, turno e local de oferta.

Os estudantes pré-selecionados no processo seletivo deverão acessar o Sisfies, no endereço eletrônico http://sisfiesportal.mec.gov.br e concluir sua inscrição para contratação do financiamento no referido sistema em prazo estabelecido no Edital SESu.

Clique aqui para ver a lista dos cursos e vagas ofertadas. A UNINTER não se responsabiliza por aprovação junto ao SISFIES. Toda a metodologia e análise é de exclusividade do MEC/FNDE.

LISTA DE DOCUMENTOS PARA COMPROVAÇÃO DE INFORMAÇÕES

Documentação do Candidato e do grupo familiar (pessoas que residem junto ao candidato)

Documentos de identificação (xerox).

Apresentar um dos documentos abaixo para fins de identificação:

  • Carteira de Identidade fornecida pelos órgãos de segurança pública das Unidades da Federação, exceto as Carteiras de Identidade expedidas pelo Instituto de Identificação da Polícia Civil do Estado do Pará, que receberam nº. de Registro Geral - RG - igual ou inferior a 1.299.999, por terem sido invalidadas em cumprimento ao Decreto nº 1.105 de 1º de março de 1996) - RG;
  • Cadastro Nacional de Pessoa Física - CPF;
  • Carteira do Trabalho e Previdência Social - CTPS (foto e dados pessoais);
  • Carteira Nacional de Habilitação, novo modelo, desde que esteja dentro do prazo de validade - CNH;
  • Identidade Militar, expedida pelas Forças Armadas ou forças auxiliares para seus membros ou dependentes;
  • Registro Nacional de Estrangeiros - RNE, quando for o caso;
  • Carteira Funcional emitida por repartições públicas ou por órgãos de classe dos profissionais liberais, desde que tenha fé pública reconhecida por decreto, quando for o caso;

Documentos de escolaridade (xerox).

  • Histórico Escolar do Ensino Médio;

Documentos de residência (xerox)

Apresentar um dos documentos abaixo para fins de comprovação:

  • Contas de água, gás, energia elétrica e telefone (fixo e móvel);
  • Boleto bancário de mensalidade escolar, de mensalidade de plano de saúde, de condomínio ou de financiamento habitacional;
  • Fatura de cartão de crédito;
  • Declaração registrada em cartório com duas testemunhas comprovando o local de endereço fixo

Comprovantes de rendimentos (xerox):

Para comprovação da renda devem ser apresentados todos os documentos conforme o tipo de atividade.

1. Assalariados

  • Carteira de trabalho e Previdência Social – CTPS (foto, dados pessoais, último contrato e folha seguinte);
  • Comprovantes de rendimentos do candidato (xerox). Para comprovação da renda devem ser apresentados todos os documentos conforme o tipo de atividade;
  • Contracheques, no caso de renda fixa (Últimos 3 meses);
  • Contracheques, quando houver pagamento de comissão, férias ou décimo terceiro (Últimos 6 meses);
  • Contracheques, no caso de pagamento de hora extra (Últimos 6 meses);
  • Declaração de Imposto de Renda de Pessoa Física - IRPF acompanhada do recibo de entrega à Receita Federal do Brasil e da respectiva notificação de restituição.
  • Extrato do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço – FGTS;
  • Extrato ou demonstrativo bancário de contas corrente e poupança (Últimos 3 meses);

2. Atividade rural

  • Declaração de Imposto de Renda de Pessoa Física - IRPF acompanhada do recibo de entrega à Receita Federal do Brasil e da respectiva notificação de restituição;
  • Declaração de Imposto de Renda Pessoa Jurídica – IRPJ;
  • Quaisquer declarações tributárias referentes a pessoas jurídicas vinculadas ao candidato ou a membros de seu grupo familiar, quando for o caso;
  • Notas fiscais de vendas dos últimos seis meses.

3. Aposentados e pensionistas

  • Comprovantes de recebimento de aposentadoria ou pensão dos últimos três meses;
  • Extratos bancários dos últimos três meses;
  • Declaração de Imposto de Renda Pessoa Física - IRPF acompanhada do recibo de entrega à Receita Federal do Brasil e da respectiva notificação de restituição;
  • Extrato de pagamento dos últimos três meses emitido pela Internet no endereço eletrônico http://www.mpas.gov.br

4. Autônomos

  • Declaração de Imposto de Renda Pessoa Física - IRPF acompanhada do recibo de entrega à Receita Federal do Brasil e da respectiva notificação de restituição;
  • Quaisquer declarações tributárias referentes a pessoas jurídicas vinculadas ao candidato;
  • Guias de recolhimento ao INSS (Imposto Nacional de Seguridade Social) dos três últimos meses, compatíveis com a renda declarada;
  • Extratos bancários dos últimos três meses;
  • Carteira de Trabalho e Previdência Social – CTPS (foto, dados pessoais, último contrato e folha seguinte);
  • Declaração Reconhecida em cartório com duas testemunhas informando atividade e a renda mensal de autônomo;
  • Declaração comprobatória de percepção de rendimento – DECORE (apresentar somente documento original), assinada pelo contador inscrito no CRC - Conselho Regional de Contabilidade.

5. Profissionais liberais

  • Declaração de Imposto de Renda Pessoa Física - IRPF acompanhada do recibo de entrega à Receita Federal do Brasil e da respectiva notificação de restituição;
  • Quaisquer declarações tributárias referentes a pessoas jurídicas vinculadas ao candidato;
  • Guias de recolhimento ao INSS (Instituto Nacional Seguridade Social) dos três últimos meses, compatíveis com a renda declarada;
  • Extratos bancários dos últimos três meses;

6. Sócios e dirigentes de empresas

  • Contracheques de remuneração mensal (pró-labore) três últimos meses;
  • Declaração de Imposto de Renda Pessoa Física - IRPF acompanhada do recibo de entrega à Receita Federal do Brasil e da respectiva notificação de restituição;
  • Declaração de Imposto de Renda Pessoa Jurídica – IRPJ;
  • Contrato Social;
  • Quaisquer declarações tributárias referentes a pessoas jurídicas vinculadas ao candidato;
  • Decore de distribuições de lucros;
  • Extratos bancários dos últimos três meses da pessoa física e pessoa jurídica vinculada
Tire suas dúvidas sobre
07/02 a 10/02 Período de Inscrições. Inscrições
Nota de corte
13/02 Resultado da pré-seleção na chamada única e Lista de Espera. Classificação e pré-seleção
Lista de Espera
14/02 Conclusão da inscrição no SisFies pelos estudantes pré-selecionados na chamada única Conclusão da Inscrição
14/02 a 03/03 Os estudantes participantes da Lista de Espera que forem pré-selecionados deverão concluir sua inscrição no SisFies no prazo de 5 (cinco) dias úteis Lista de espera Conclusão da inscrição

O FIES financia todos os cursos?

O financiamento é concedido aos estudantes matriculados em Cursos Presenciais com avaliação positiva nas avaliações do Ministério da Educação. São considerados cursos com avaliação positiva os Cursos de Graduação que obtiverem conceito maior ou igual a 03 (Três) no Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior (SINAES), Instituído Pela Lei Nº 10.861, de 14 de abril de 2004. Para verificação dos critérios de qualidade do curso, serão considerados: O conceito de curso (CC); O conceito preliminar de curso (CPC), na hipótese de inexistência do CC; O conceito obtido pelo curso no exame nacional de desempenho dos estudantes (ENADE), na hipótese de inexistência do CC e do CPC. Serão considerados os conceitos mais recentes publicados. Os cursos que ainda não possuam os conceitos citados acima e que estejam autorizados para funcionamento, segundo cadastro do MEC, poderão participar do programa.

Qual é a taxa de juros do FIES?

A taxa de juros do FIES é de 6,5% ao ano para todos os cursos.

O que é a Comissão Permanente de Supervisão e Acompanhamento (CPSA)?

A comissão permanente de supervisão e acompanhamento (CPSA) é responsável pela validação das informações prestadas pelo candidato no ato da inscrição, bem como pela validação das informações prestadas pelos estudantes quando dos aditamentos dos contratos. Cada local de oferta de cursos da instituição de ensino deverá constituir uma comissão permanente de supervisão e acompanhamento do fies (CPSA). A comissão será composta por cinco membros, sendo dois representantes da instituição de ensino, dois representantes da entidade máxima de representação estudantil da instituição de ensino e um representante do corpo docente da instituição de ensino. Os representantes da comissão deverão integrar o corpo docente, discente e administrativo do local de oferta de cursos. Caso não exista entidade representativa dos estudantes no local de oferta de cursos, os representantes estudantis serão escolhidos pelo corpo discente da instituição.

É necessário ter um fiador para ter acesso ao financiamento?

Os alunos bolsistas parciais do PROUNI, ou que estejam matriculados em cursos de licenciatura ou que tenham renda familiar per capita de até um salário mínimo e meio podem optar pelo Fundo de Garantia de Operações de Crédito Educativo (FGEDUC), no momento da sua inscrição, ficando dispensados da exigência do fiador. Nos demais casos é exigida a apresentação de um fiador. Existem dois tipos de fiança: A Fiança Tradicional e a Fiança Solidária.

O que é a Fiança Convencional?

A Fiança Convencional é aquela prestada por até dois fiadores apresentados pelo estudante ao agente financeiro, observadas as seguintes condições: No caso de estudante beneficiário de bolsa parcial do PROUNI, o(s) fiador(es) deverá(ão) possuir renda mensal bruta conjunta pelo menos igual à parcela mensal da semestralidade, observados os descontos regulares e de caráter coletivo oferecidos pela IES, inclusive aqueles concedidos em virtude de pagamento pontual. Nos demais casos, o(s) fiador(es) deverá(ão) possuir renda mensal bruta conjunta pelo menos igual ao dobro da parcela mensal da semestralidade.

O que é a Fiança Solidária?

A Fiança Solidária constitui-se na garantia oferecida reciprocamente por estudantes financiados pelo FIES reunidos em grupo de três a cinco participantes, em que cada um deles se compromete como fiador solidário da totalidade dos valores devidos individualmente pelos demais. O grupo de fiadores solidários deve ser constituído no agente financeiro (instituição bancária) no ato da contratação do financiamento por parte dos estudantes. Cada estudante poderá participar de apenas um grupo de fiadores solidários, sendo vedado aos membros do grupo o oferecimento de outro tipo de fiança a qualquer estudante financiado pelo FIES.

O que é o Fundo de Garantia de Operações de Crédito Educativo?

O fundo de Garantia de Operações de Crédito Educativo (FGEDUC) é uma opção para os candidatos ao FIES em que não há a necessidade de apresentação de fiadores e tem como objetivo facilitar o trâmite para a contratação do financiamento. Independente do agente financeiro escolhido, os estudantes aptos poderão fazer a opção pelo fundo. Atualmente, são agentes financeiros do FIES a Caixa Econômica Federal e o Banco do Brasil. Para a constituição do grupo da fiança solidária, não será exigida comprovação de rendimentos dos membros do grupo. Os membros do grupo de fiadores solidários devem obrigatoriamente ser estudantes da mesma instituição de ensino, matriculados no mesmo local de oferta de cursos.

Dúvidas relacionadas ao FIES: www.mec.gov.br ou pela central do atendimento do MEC 0800-616161. Das 9h às 18h, horário de Brasília. Duvidas pelo e-mail: fies@uninter.com